A açao de citocinas induz

image

Como dito anteriormente, a ação das citocinas depende de receptor específico e por isso elas são ditas como tendo propriedade pleiotrópica, ou seja, podem gerar efeitos múltiplos em mais um tipo celular.

Full
Answer

Quais são as causas das citocinas?

Sabe-se que as citocinas estão relacionadas com diversos processos durante o curso da embriogênese e do desenvolvimento do embrião. Ela também está relacionada a predisposição de diversas doenças como depressão, esquizofrenia, doença de Alzheimer e até mesmo câncer.

Como são armazenadas as citocinas?

Outras citocinas são pré-sintetizadas e armazenadas como grânulos citosólicos, proteínas de membrana ou complexadas com proteínas de ligação à superfície celular ou à matriz extracelular. Muitos estímulos moleculares regulam positivamente a expressão de genes que codificam para citocinas.

Como são produzidas as citocinas?

No geral as citocinas são produzidas por células tanto do sistema imune inato quanto o adaptativo, a fim de ativar, mediar ou regular a resposta imune total. Elas possuem tempo de vida média, curta e dependem de ligação receptor-substrato específica, ou seja, só ativam células que tenham o receptor específico.

Qual é o papel das citocinas?

O papel principal das citocinas inclui regulação e comunicação. As citocinas são frequentemente produzidas pelo corpo em reação a condições de desequilíbrio, incluindo doenças e traumas físicos, e é uma tentativa de organizar outras partes do corpo para ajudar a restaurar o equilíbrio adequado.

image


Qual a função do citocinas?

Citocinas são proteínas que têm a função de sinalização, mediando funções celulares. São produzidas pela imunidade inata e adaptativa de modo breve e autolimitado, que só ocorre em resposta a antígenos. São agentes secretados por um tipo de célula imunológica que estimula um outro tipo de célula.


Quais são as principais ações das citocinas?

As citocinas transmitem sinais de uma célula para outra, alteram o comportamento celular de várias maneiras e regulam a resposta imune do corpo a uma ameaça em potencial – que pode ser um patógeno, como vírus, bactéria ou parasita ou toxina.


Como as citocinas atuam no sistema imune?

Atuam como mediadores da comunicação intercelular, regulando a resposta imunológica, por meio da maturação, da proliferação, da diferenciação, da ativação ou da inibição de diferentes células do sistema imunológico e de outros sistemas e órgãos do organismo, aumentando ou diminuindo a resposta do sistema imune.


O que são citocinas como elas atuam e quais suas propriedades?

As citocinas são proteínas que modulam a função de outras células ou da própria célula que as geraram. São produzidas por diversas células, mas principalmente por linfócitos e macrófagos ativados, sendo importantes para o controle da resposta imune (1-3).


O que são citocinas Cite exemplos e suas ações efetoras?

As citocinas são produzidas durante a fase de ativação e fase efetora da imunidade para mediar e regular a resposta inflamatória e imunitária. Têm uma vida média curta. Estas só estimulam as células com recetores específicos na membrana da célula alvo, têm uma ação extremamente potente.


Quais são as principais ações das citocinas e quimiocinas?

As citocinas e quimiocinas são proteínas que se ligam a outras células que possuem receptores específicos para essas proteínas, sendo então uma forma de comunicação entre as células do sistema imune.


Quais as funções e como são classificadas as citocinas na resposta imune?

No geral as citocinas são produzidas por células tanto do sistema imune inato quanto o adaptativo, a fim de ativar, mediar ou regular a resposta imune total. Elas possuem tempo de vida média, curta e dependem de ligação receptor-substrato específica, ou seja, só ativam células que tenham o receptor específico.


Quais fatores são estimulados pelas citocinas para produção de células imunes?

É produzida principalmente por células T ativa-das, principalmente CD4+, sendo sintetizada em menor quantidade por células B e monócitos. O principal estímulo para sua produção são as bac-térias e seus produtos; alguns parasitas também podem induzir sua síntese, além de outras citoci-nas como IFN-a e IL-1.


Quais citocinas atuam na resposta imune inata de forma específica contra vírus?

Essas interações causam uma resposta imune baseada na produção de citocinas inflamatórias, principalmente TNF α, IL-1(Interleucina 1), IL-6 (Interleucina 6), IL-12 (Interleucina 12), IL 15 (Interleucina 15), IL18 (Interleucina 18) e a quimiocina MIP 1- Proteína Inflamatória de Macrófagos 1 Alfa).


Quais são as citocinas inflamatórias?

As anti-inflamatórias são IL-4, IL-10, IL-13 e FTCβ (fator transformador de crescimento β) 2,4. As citocinas são mediadores necessários para conduzir a resposta inflamatória aos locais de infecção e lesão, favorecendo a cicatrização apropriada da ferida.


Características e estrutura

Todas as citocinas são “pleiotrópicas”, ou seja, têm mais de uma função em mais de um tipo de célula. Isso ocorre porque os receptores que respondem a essas proteínas são expressos em muitos tipos diferentes de células.


Controle por processamento

A função das citocinas também é controlada pelo processamento das formas precursoras dessas proteínas. Muitos deles são inicialmente produzidos como proteínas de membrana ativas integrais que requerem clivagem proteolítica para se tornarem fatores solúveis.


Tipos

Existem vários tipos de famílias de citocinas e o número não para de crescer em vista da grande diversidade de proteínas com funções e características semelhantes que são descobertas a cada dia no mundo científico.


Recursos

É importante lembrar que as citocinas funcionam como mensageiros químicos entre as células, mas não exatamente como efetores moleculares, uma vez que são necessários para ativar ou inibir a função de efetores específicos.


Onde se encontram?

A maioria das citocinas é secretada pelas células. Outras podem ser expressas na membrana plasmática e há algumas que permanecem no que poderia ser considerado uma “reserva” no espaço formado pela matriz extracelular.


Como eles funcionam?

As citocinas, como mencionado, têm efeitos in vivo que dependem do ambiente onde são encontradas. Sua ação ocorre por meio de cascatas de sinalização e redes de interação que envolvem outras citocinas e outros fatores de diferentes naturezas químicas.


IL-1 ou interleucina 1

É também conhecido como fator de ativação de linfócitos (LAF), pirogênio endógeno (EP), mediador de leucócitos endógenos (EML), catabolina ou fator de células mononucleares (MCF).


Introdução

Citocinas são proteínas que têm a função de sinalização, mediando funções celulares. São produzidas pela imunidade inata e adaptativa de modo breve e autolimitado, que só ocorre em resposta a antígenos. São agentes secretados por um tipo de célula imunológica que estimula um outro tipo de célula.


Interleucinas

São polipeptídios (proteínas) produzidos por leucócitos (principalmente linfócitos T, macrófagos e eosinófilos) em resposta a microrganismos e outros antígenos, que medeiam e regulam reações imunológicas e inflamatórias.


Interferon-y

Principal citocina ativadora de macrófagos e exerce funções críticas na imunidade natural e na imunidade adquirida mediada por células contra microrganismos intracelulares


A origem das células TH1

Ocorre quando os microrganismos são ingeridos pelos macrófagos e a IL-12 é produzida para induzir as células TH0 indiferenciadas a tornarem-se células TH1. Assim, produziram y-interferons e IL-12.


A origem das células TH2

Ocorre quando os microrganismos são ingeridos por tipo celular desconhecido e a IL-4 é produzida para induzir células TH0 indiferenciadas a tornarem-se células de TH2. Assim, produzem IL-4 e IL-5. Além disso, o IL-10 das TH2 inibe o IL-12 pelos macrófagos e digere o sistema para produção de resposta de anticorpo.


Conclusão

Este artigo possui o objetivo de dissertar sobre algumas das principais citocinas que são mais importantes de forma objetiva e ampla, além de mostrar suas funções e respectivas atuações no organismo.


Biossíntese e transporte

A biossíntese de citocinina é realizada através da transferência do grupo isopentenil do IPP (Isopentenil-difosfato – unidade biológica do isopropeno, um precursor de citocinina) para AMP, ADP ou ATP. A reação é catalisada pela enzima fosfato-isopenteniltransferase (IPT). São vários os substratos para a catálise por IPT, específicas em cada planta.


Modo de ação

O mecanismo de ação das citocininas não é totalmente conhecido, mas até o momento, experimentos demonstraram que as citocininas estimulam a divisão celular, coordenando o processo e intervindo na ação de algumas enzimas. Nas células, a enzima cinase é ativada pela presença de citocinina.


Agrobacterium tumefasciens

A formação desses tumores é o resultado de um processo natural de transferência de genes de Agrobacterium spp. para o genoma da planta infetada. (figura 2) Esses genes estão contidos em um plasmídio de alto peso molecular (120 a 250 kb), denominado Ti (“tumor inducing”), presente em todas as linhagens patogênicas de Agrobacterium spp.

image


Descrição geral

Citocina é o nome geral dado a qualquer proteína que é excretada por células e que afeta o comportamento das células vizinhas portadoras de recetores adequados (MURPHY, 2015). Constitui um grupo de fatores extracelulares, os quais podem mandar as células dividirem-se ou pararem de se dividir, estimulá-las a excretarem as suas próprias moléculas de sinalização ou expressarem novos recetores (estruturas que surgem na superfície das membranas), ou orden…


Funções das citocinas

• Regular a duração e intensidade das respostas específicas;
• Recrutar células efetoras para as áreas onde se desenvolvem respostas e induzir a geração e maturação de novas células a partir de precursores.


Outras Funções

As citocinas são produzidas durante a fase de ativação e fase efetora da imunidade para mediar e regular a resposta inflamatória e imunitária. Têm uma vida média curta. Estas só estimulam as células com recetores específicos na membrana da célula alvo, têm uma ação extremamente potente. São moléculas pleiotrópicas (podem atuar sobre muitos tipos celulares diferentes). São também redundantes ( várias citocinas podem efetuar as mesmas ações).


Classificação

Classificação estrutural: depende das estruturas secundárias da proteína.
Classificação funcional:
Mediadores e reguladores da imunidade inata:
• produzidos pelos macrófagos e estimulados pelos microorganismos;
• estimulam ou inibem as reações inflamatórias;


Características funcionais das citocinas

Mediadores e reguladores da imunidade inata
Reconhecimento do vírus. Os RNSs virais induzem a libertação de interferons de tipo I que inibem a replicação viral e proliferação celular; incrementam o potencial lítico das celulas NK; e estimulam a expressão de moléculas MHC I.
Deteção de vírus pelas células NK. As células NK ativadas libertam citocinas que ativam fagócitos,


Polimorfismos em genes de citocinas

A inflamação tem sido considerada uma das responsáveis pela progressão de diversas doenças. As citocinas atuam diretamente nesse processo, aumentando ou diminuindo a resposta inflamatória. O estímulo dessas citocinas está relacionado com as variantes em genes reguladoras de citocinas. Os polimorfismos de um único nucleotídeo (SNPs, em inglês) representam as variantes em genes de citocinas que podem levar ao desenvolvimento de divers…


Citocinas na génese da obesidade

Ácidos gordos saturados de cadeia longa, presentes na dieta, induzem uma resposta inflamatória muito precoce no hipotálamo, ao ativarem recetores TLR4 e induzirem tanto inflamação, como stresse de retículo endoplasmático (ER stress). Para além disso, alterações na função mitocondrial podem desempenhar um papel patofisiológico durante a instalação da disfunção hipotalâmica na obesidade. Estudos recentes mostraram marcadores de inflamação, stresse d…


Ligações externas

• Cytokine Tutorial
• Cell Interactions: Cytokines
• Reperfusion Injury in Stroke.
• Cytokines Online Pathfinder Encyclopaedia


Características E Estrutura

  • Todas as citocinas são “pleiotrópicas”, ou seja, têm mais de uma função em mais de um tipo de célula. Isso ocorre porque os receptores que respondem a essas proteínas são expressos em muitos tipos diferentes de células. Foi determinado que existe alguma redundância funcional entre muitos deles, uma vez que vários tipos de citocinas podem ter efeito…

See more on journalmural.com


Expressão de Genes Que Codificam Citocinas

  • Algumas citocinas provêm de genes de expressão constitutiva, pois, por exemplo, é necessário manter níveis hematopoiéticos constantes. Algumas dessas proteínas de expressão constitutiva são a eritropoietina, a interleucina 6 (IL-6) e certos fatores estimuladores do crescimento de colônias de células que contribuem para a diferenciação de muitas células brancas. Outras cito…

See more on journalmural.com


Controle por Processamento

  • A função das citocinas também é controlada pelo processamento das formas precursoras dessas proteínas. Muitos deles são inicialmente produzidos como proteínas de membrana ativas integrais que requerem clivagem proteolítica para se tornarem fatores solúveis. Exemplos de citocinas sob este tipo de controle de produção são o fator de crescimento epidérmico EGF (do …

See more on journalmural.com


Visão Geral Estrutural

  • As citocinas podem ter pesos altamente variáveis, tanto que a faixa foi definida entre cerca de 6 kDa e 70 kDa. Estas proteínas têm estruturas altamente variáveis ​​e podem ser constituídas por barris de hélices alfa, estruturas complexas de folhas dobradas β paralelas ou antiparalelas, etc.

See more on journalmural.com


Tipos

  • Existem vários tipos de famílias de citocinas e o número não para de crescer em vista da grande diversidade de proteínas com funções e características semelhantes que são descobertas a cada dia no mundo científico. Sua nomenclatura está longe de qualquer relação sistemática, uma vez que sua identificação baseou-se em diversos parâmetros: sua origem, o bioensaio inicial que o …

See more on journalmural.com


Recursos

  • É importante lembrar que as citocinas funcionam como mensageiros químicos entre as células, mas não exatamente como efetores moleculares, uma vez que são necessários para ativar ou inibir a função de efetores específicos. Uma das características funcionais “unificadoras” das citocinas é sua participação na defesa do organismo, que se resume na “regulação do sistema i…

See more on journalmural.com


Onde Se Encontram?

  • A maioria das citocinas é secretada pelas células. Outras podem ser expressas na membrana plasmática e há algumas que permanecem no que poderia ser considerado uma “reserva” no espaço formado pela matriz extracelular.

See more on journalmural.com


Como Eles funcionam?

  • As citocinas, como mencionado, têm efeitos in vivo que dependem do ambiente onde são encontradas. Sua ação ocorre por meio de cascatas de sinalização e redes de interação que envolvem outras citocinas e outros fatores de diferentes naturezas químicas. Geralmente, participam da interação com um receptor que possui uma proteína-alvo que é ativada ou inibid…

See more on journalmural.com


IL-1 Ou Interleucina 1

  • É também conhecido como fator de ativação de linfócitos (LAF), pirogênio endógeno (EP), mediador de leucócitos endógenos (EML), catabolina ou fator de células mononucleares (MCF). Ele tem muitas funções biológicas em muitos tipos de células, principalmente células B, T e monócitos. Ele induz hipotensão, febre, perda de peso e outras respostas. É secretado por mon…

See more on journalmural.com


IL-3

  • Possui outros nomes, como fator de crescimento de mastócitos (MCGF), fator de estimulação de múltiplas colônias (multi-CSF), fator de crescimento de células hematopoéticas (HCGF) e outros. Tem funções importantes na estimulação da formação de colônias de eritrócitos, megacariócitos, neutrófilos, eosinófilos, basófilos, mastócitos e outras células de linhagens mo…

See more on journalmural.com

Leave a Comment