A açao do vento construçao

Como o vento afeta o comportamento estrutural de uma construção?

Com a evolução no âmbito da engenharia e arquitetura é cada vez mais comum ver resistências do aço e novas concepções com edifícios cada vez mais altos, mas com isso não pode-se deixar de observar a ação dinâmica do vento que afeta tais estruturas vez que vem a ser um novo desafio aos projetistas estruturais (CASTRO, 2009).

Qual a diferença entre o ar e o vento?

O que é vento? O planeta está cercado de ar, que é a atmosfera. Esse ar torna a vida possível e está sempre se movimentando. Quando temos a movimentação do ar, temos os ventos. Sua intensidade pode variar de acordo com as condições geográficas e climáticas, podendo trazer sensações de alívio e frescor ou mesmo causar destruições catastróficas.

Qual a importância da ação do vento?

Mesmo naquelas de menor porte, em que o vento não tem um efeito preponderante, devemos considerar de modo a respeitar as exigências normativas. É importante observar que a ação do vento, além do efeitos de primeira ordem, geram deslocamentos horizontais, ocasionando efeitos de segunda ordem. Por isso, seu estudo se torna ainda mais relevante.

Quais são os efeitos do vento na construção?

Trata-se de uma importante atividade na construção civil. O vento pode exercer diferentes formas de pressão em uma construção, de forma intermitente, contínua ou repentina, resultando em efeitos indesejáveis.


Considerações iniciais

Devido ao caráter aleatório do vento, é necessário considerar diversas direções de atuação a fim de obter a situação mais desfavorável para a estrutura. As formulações aqui utilizadas foram retiradas da norma ABNT/NBR: 6123 (1988): Forças devidas ao vento em edificações.


Velocidade básica do vento

Com o objetivo de uniformizar a obtenção do vento em todo o país, surge o conceito de velocidade básica do vento. Essa velocidade é basicamente aquela obtida em todo o país de acordo com várias condições de anotação e estatística. São elas:


Velocidade característica do vento

Agora que já conhecemos o conceito de velocidade básica do vento, vamos aprender o significado de velocidade característica do vento. A ideia é basicamente adaptar a velocidade básica do vento para a sua edificação, variando com as dimensões e finalidade da edificação e a rugosidade do terreno.


Pressão de obstrução

A partir da velocidade característica do vento, podemos calcular a pressão dinâmica
q v e n t o
\mathrm {q_ {vento}} qvento

em
N / m 2
\mathrm {N / m^2} N/m2, a partir da aplicação do teorema de Bernoulli:


Recado final

Ao final desse post você aprendeu como obter a pressão dinâmica do vento a partir da região do Brasil e características do terreno e da edificação. Dessa forma, essa publicação é uma base para uma sequência de conteúdos futuros sobre ação do vento em estruturas.


RESUMO

Em todo o mundo há uma discussão enorme sobre as demandas de mercado na construção civil. Deste modo, a inserção de modelos de estruturas que sejam mais modernos e sustentáveis são fomentadas por trazer diversas vantagens para a Engenharia.


1. INTRODUÇÃO

O homem, através dos tempos, buscou explorar de forma sistemática os recursos existentes e com essa exploração os recursos naturais foram diminuindo e surgiu a preocupação com a sustentabilidade destes recursos, por serem importantes e essenciais a sobrevivência do homem na Terra e para garantir uma qualidade de vida as gerações presentes e futuras..


2. OS VENTOS E SUA INFLUÊNCIA NAS ESTRUTURAS METÁLICAS DE SUSTENTAÇÃO NA CONSTRUÇÃO CIVIL

O IBS – Instituto Brasileiro de Siderurgia, na Construção Civil responde por 27% do consumo de aço no País, representando 13% da necessidade brasileira.


3. CONSIDERAÇÕES FINAIS

Nota-se que existem muitas vantagens no uso das estruturas metálicas que apresentam como a celeridade na obra, racionalização no uso de materiais e mão de obra, aumento de produtividade e por isso traz menor prazo de execução, quanto menor o prazo menor serão os custos, e mesmo sendo um material mais caro, ao final da obra terá benefícios financeiros maiores do que se tivesse usado outro tipo de estrutura mais convencional, como o caso de concreto armado..


O que é vento?

O planeta está cercado de ar, que é a atmosfera. Esse ar torna a vida possível e está sempre se movimentando. Quando temos a movimentação do ar, temos os ventos. Sua intensidade pode variar de acordo com as condições geográficas e climáticas, podendo trazer sensações de alívio e frescor ou mesmo causar destruições catastróficas.


Origem do vento

Os ventos surgem de variações nas pressões atmosféricas, nas áreas de alta pressão e de baixa pressão. Eles sopram, em geral, das áreas mais altas para as mais baixas, em uma espécie de equilíbrio.


Tipos de ventos

A classificação dos tipos de ventos existentes no planeta varia de acordo com a intensidade, direção, temperatura, umidade, além de fatores locais. Vejamos os principais tipos de ventos que ocorrem no mundo.


Movimento dos ventos

A rotação do planeta faz com que, na Linha do Equador, os ventos soprem na horizontal, em linha reta. Entretanto, nos hemisférios Norte e Sul, essa movimentação ocorre de maneira diferente. No Hemisfério Norte, geralmente os ventos são forçados a soprar à direita, ocorrendo o oposto no Hemisfério Sul, isto é, à esquerda.


Importância dos ventos

O movimento do ar é fundamental para o desenvolvimento da vida na Terra. Em geral, os ventos têm a função de levar ar frio para o Equador e ar quente para os polos, um equilíbrio essencial para as temperaturas não ficarem tão extremas nas áreas citadas. Há também a importância da determinação dos diferentes tipos climáticos.


Fenômenos meteorológicos

A formação de fenômenos meteorológicos muito tem a ver com a movimentação das massas de ar e das diferenças na pressão atmosférica. Eventos como o surgimento de ciclones, furacões e tornados ocorrem em razão das diferenças nas pressões atmosféricas, umidade do ar, além das temperaturas em determinadas épocas do ano.


Sobre a NBR 6123

Através da NBR 6123 conseguimos encontrar parâmetros e coeficientes indispensáveis para os cálculos da força em estruturas e edificações devido as ações estáticas e dinâmicas do vento.


Coeficientes de pressão e de forma

Devido ao fato da força do vento depender principalmente da diferença de pressão entre faces opostas, é necessário dividir a edificação em duas partes:


Coeficientes de força para barras prismáticas pela NBR 6123

Barras prismáticas ou reticulados são termos adotados pela NBR 6123 para referir-se a vigas utilizadas nas edificações. A força exercida pelo vento nas barras prismáticas é obtida através do coeficiente de arrasto, como mostra a equação abaixo:


Conclusão

Este artigo teve a intenção de apresentar os conceitos básicos para o cálculo da força devido ao vento e organizá-lo de maneira mais prática, dividindo em etapas e mostrando as considerações necessárias para executar o cálculo.


Pontos cardeais

Os pontos cardeais são os pontos principais de uma rosa dos ventos. Eles representam os dois eixos de um plano cartesiano (x e y) referentes às direções norte-sul (eixo y) e leste-oeste (eixo x).


Orientação através da bússola e da rosa dos ventos

A bússola magnética é um instrumento utilizado para a orientação geográfica, foi inventada pelos chineses antigos e popularizada pelos árabes, por volta do século XIII.


A rosa dos ventos e a divisão regional do Brasil

A divisão regional do Brasil foi elaborada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), e resultou em cinco regiões: Norte, Nordeste, Centro-oeste, Sudeste e Sul. Sua representação segue a orientação dos polos globais.


O que é a rosa dos ventos?

A rosa dos ventos é a representação gráfica dos pontos de referência que são utilizados para a localização e orientação na superfície terrestre. Esses pontos de referência são chamados de pontos cardeais e eles aparecem representados em todas as figuras de rosas dos ventos.


Pontos subcolaterais

Os pontos subcolaterais são os pontos de referência localizados entre um ponto cardeal e um ponto colateral. Ao todo, há oito pontos subcolaterais, que estão listados mais abaixo.


Rosa dos ventos e o Brasil

O estudo da rosa dos ventos e o conhecimento dos pontos de referência que ela representa, além de ser importante para nos guiarmos, permite-nos compreender melhor a sua correlação com a atual divisão regional do Brasil e o porquê de cada uma das regiões receber a denominação que possui.

Leave a Comment