A bebida acaba com a família

image


O que o álcool pode causar na família?

Há, também, uma grande preocupação com os filhos, quando eles ainda são menores de idade. Em consequência do alcoolismo, os filhos afastam-se dos pais alcoolistas por medo e vergonha. Também existe o isolamento da família. Uma outra grande dificuldade é a repercussão nos filhos menores, porque são muito afetados.


Quando a bebida atrapalha o casal?

Alcoolismo pode diminuir a satisfação conjugal “Há muitos sentimentos envolvidos quando o alcoolismo se instala em um dos membros do casal. Quem convive com um alcoolista pode experimentar uma série de sentimentos, como raiva, vergonha, frustração e, muitas vezes, pode sofrer em silêncio.


Quando a bebida acaba com a família?

Finalmente, filhos de alcoólicos, quando adultos, poderão vir a apresentar dificuldades como ausência de confiança em si próprios e em outras pessoas, dificuldades em identificar e exprimir emoções, dificuldades no envolvimento de relações afetivas íntimas e estáveis e sentimento de culpa.


Como a bebida influencia os relacionamentos?

Além de poder atrapalhar os relacionamentos, também não ajuda no desempenho sexual, portanto deve ser evitado. O consumo abusivo de bebidas alcoólicas, como beber muito em uma única ocasião, também traz prejuízos em curto prazo, como envolvimento em brigas e sexo sem proteção.


Como o álcool destruiu minha família?

Álcool destrói família É um grande condutor para a violência doméstica, separação de casais, conflitos interpessoais negligencia infantil, além de dificuldades financeiras e legais. A pessoa que tem problemas com álcool e família, acaba não se reconhecendo como dependente e nem doente.


Quando a pessoa bebe e se transforma?

Isso porque todo mundo acredita possuir um alter-ego embriagado, pronto para vir à tona toda vez que for além da conta com a bebedeira. No entanto, essa mudança de personalidade parece ser mais psicológica do que real. Aos olhos dos outros, pelo menos, você não muda o quanto acredita ter mudado só porque está bêbado.


O que fazer quando o marido bebe muito?

Procurar apoio psicológico para você é fundamental para que possa lidar melhor com a situação. Em função de você, para, talvez, haver reflexo nele. Às vezes o sujeito não consegue parar de usar o álcool, mas talvez possa fazer uso menos danoso.


Quais são os tipos de alcoólatras?

Conheça os tipos de alcoólatrasAlcoólatra jovem adulto. O estudo americano sobre os tipos de alcoólatras indica que 31,5% dos dependentes se encaixam nessa categoria, que corresponde ao maior grupo. … Alcoólatra jovem antissocial. … Alcoólatra funcional. … Alcoólatra crônico. … Alcoólatra familiar intermediário.


Como se separar de uma pessoa alcoólatra?

Seja paciente, pois a negação é muito comum entre os alcoólatras. Seu marido pode dizer que irá buscar ajuda ou que irá parar de beber e não ser mais agressivo somente naquele momento, para evitar conversas desconfortáveis. No entanto, não desista fácil. Mas também não insista para sempre.


Como lidar com uma pessoa que bebe?

O fundamental é fazer uma aproximação afetuosa e amiga, com respeito pela pessoa, sem acusá-la ou culpá-la por seu comportamento relacionado ao uso do álcool. Uma abordagem acusatória leva a pessoa a reforçar suas defesas e negar que esteja enfrentando problemas.


O que acontece com uma pessoa que bebe todos os dias?

Beber demais sobrecarrega o órgão, o que altera o metabolismo dos triglicerídeos, gerando um acumulo de gordura no fígado, doença chamada de esteatose hepática alcoólica. “Esse fenômeno é identificado frequentemente em pacientes que consomem grandes quantidades de bebidas (mais de 6 doses por dia).


Como lidar com o alcoolismo da esposa?

Sugiro uma conversa inicial, de preferência em um ambiente calmo e num momento de sobriedade. Nesta conversa poderá falar de sua preocupação , reforçar motivos que poderão mudar a relação dela com o álcool e incentivá-la a buscar ajudar médico e psicológica para uma avaliação profissional.


Como lidar com a bebida no casamento?

Facilitando a fase de recuperação. Evite tomar álcool a qualquer custo quando estiver perto do seu marido. Se fizer isso, vai ser muito mais difícil para ele cortar o vício. Quando estiverem em eventos sociais, opte por bebidas comuns; quando reunir a família e os amigos, dê um toque em todos.


Como é ser casada com um alcoólatra?

Geralmente pais e maridos alcoólatras tendem a fazer filhos e esposas sofrerem devido ao seu problema com o álcool. Em muitos casos, nos quais o marido é alcoólatra, este se torna agressivo com sua esposa e filhos, agredindo-os verbalmente e ou até fisicamente.


O que fazer com um namorado que bebe muito?

Assim, para ajudar alguém que identificou um problema com o álcool, o primeiro passo é, talvez, encurtar o caminho até um serviço de saúde mental – um psicólogo ou psiquiatra -, para que a pessoa possa aprender a reorganizar o consumo e, eventualmente, beber algo de uma maneira responsável.


O que eu faço para o meu marido parar de beber?

Como fazer meu marido parar de beber: 4 dicas úteis1 – Não tenha bebidas alcoólicas dentro de casa.2 – Não seja agressiva.3 – Deixe claro seu posicionamento sobre ele beber.4 – Procure ajuda profissional.


Resumo

O objetivo do estudo foi apreender aspectos da vivência e do contexto familiar da pessoa consumidora de bebida alcoólica que não está em tratamento. Estudo descritivo exploratório, com abordagem qualitativa desenvolvido no Noroeste do Paraná. Foram entrevistados 11 sujeitos: seis usuários de álcool e cinco familiares.


Abstract

The study aims understanding experience’s aspects and the family context of the alcohol consumer who is not under treatment. Descriptive study with a qualitative approach developed in the Northwest of Paraná. 11 individuals were interviewed, six alcohol users and five family members.


Resumen

El objetivo del estudio era comprender los aspectos de la experiencia y el contexto de la familia de la persona que consume el alcohol que no es en el tratamiento. Estudio descriptivo con abordaje cualitativo desarrollado en el noroeste de Paraná. Entrevistamos a 11 sujetos, seis usuarios de alcohol y cinco miembros de la familia.


Metodologia

Trata-se de um estudo descritivo exploratório com abordagem qualitativa, desenvolvido em uma cidade do Noroeste do Paraná, realizado junto a usuários de álcool e familiares.


Resultados e discussão

Os 117 indivíduos que responderam o AUDIT tinham em média 48 anos, renda de cinco salários mínimos e dois filhos. Destes, 14 (12%) foram classificados com baixo risco de consumo abusivo, 49 (42%) com consumo de risco, 23 (20%) com consumo abusivo e 31 (26%) com sintomas da SDA.


Considerações finais

Este estudo coloca em evidência as consequências do abuso de bebida alcoólica, que vão para além do financeiro, afetando os domínios sociais, psicológicos e fisiológicos e ten-do impacto negativo no grupo familiar.


Histórico

Este é um artigo publicado em acesso aberto (Open Access) sob a licença Creative Commons Attribution Non-Commercial, que permite uso, distribuição e reprodução em qualquer meio, sem restrições desde que sem fins comerciais e que o trabalho original seja corretamente citado.

image

Leave a Comment