A estrela em açao sobre o cancer infantil

Qual a diferença entre Câncer Infantil e câncer do adulto?

Diferentemente do câncer do adulto, o câncer infantojuvenil geralmente afeta as células do sistema sanguíneo e os tecidos de sustentação. Por serem predominantemente de natureza embrionária, tumores na criança e no adolescente são constituídos de células indiferenciadas, o que, geralmente, proporciona melhor resposta aos tratamentos atuais.

Como é feito o diagnóstico de câncer infantil?

O diagnóstico de câncer infantil pode ser suspeitado pelo pediatra baseado nos sintomas, mas para confirmar devem ser feitos vários exames, como: Exames de sangue: o médico analisa alguns valores que podem estar alterados em caso de câncer, como PCR, leucócitos, marcadores tumorais, TGO, TGP e hemoglobina;

Como é o tratamento do Câncer Infantojuvenil?

O Centro de Transplante de Medula Óssea do INCA realiza tratamento de doenças no sangue como leucemia, linfomas e doenças com indicação de transplante Veja as informações sobre o tratamento do câncer infantojuvenil para profissionais de saúde Carta com informações aos pais ou responsáveis pelas crianças e adolescentes com câncer

Como é o tratamento do câncer na infância e na adolescência?

Nas últimas quatro décadas, o progresso no tratamento do câncer na infância e na adolescência foi extremamente significativo. Hoje, em torno de 80% das crianças e adolescentes acometidos da doença podem ser curados, se diagnosticados precocemente e tratados em centros especializados.


Câncer Infantil

Nas crianças e adolescentes, o câncer costuma dar sinais e se desenvolver rapidamente, por isso é muito importante ficar atento a qualquer alteração tanto física, quanto de comportamento. O diagnóstico precoce da doença faz toda a diferença.


Meu filho foi diagnosticado com câncer! E agora?

Se seu filho foi diagnosticado com qualquer tipo de câncer, não se apavore. Saiba que existem tratamentos importantes, que podem oferecer qualidade de vida e ótimos resultados.


Principais tipos de câncer na infância

A leucemia é o tipo de câncer mais comum durante a infância, representando cerca de 30% de todos os casos de câncer nas crianças. No entanto, outros tipos de câncer, como linfoma, câncer nos rins, tumor no cérebro, câncer nos músculos, nos olhos ou nos ossos, também são relativamente frequentes.


O que causa câncer

Muitas vezes o câncer se desenvolve na criança exposta à radiação ou a medicamentos durante a gravidez, já que aumentam o risco de alterações genéticas durante o desenvolvimento.


Como é feito o tratamento

O tratamento para câncer infantil tem como objetivo controlar ou travar o crescimento das células cancerígenas, impedindo que se espalhem pelo organismo. Para isso, os principais tipos de tratamento são:


O câncer infantil tem cura?

O câncer na criança e no adolescente tem cura na maioria dos casos, especialmente quando os pais conseguem identificar rapidamente os sintomas e levar ao pediatra para avaliação.


O que aumenta o risco?

Ao contrário de muitos cânceres de adultos, os fatores de risco relacionados com o estilo de vida (como o tabagismo) não influenciam o risco de uma criança desenvolver câncer.


Como prevenir?

Nos tumores da infância e adolescência, até o momento, não existem evidências científicas que deixem claro a associação entre a doença e os fatores ambientais. Logo, prevenção é um desafio para o futuro. A ênfase atual deve ser dada ao diagnóstico precoce e à orientação terapêutica de qualidade.


Sinais e sintomas

Os pais devem estar alertas ao fato de que a criança não inventa sintomas. Ao sinal de alguma anormalidade, devem levar seus filhos ao pediatra para avaliação. Na maioria das vezes, os sintomas estão relacionados a doenças comuns na infância, mas isto não deve ser motivo para descartar a visita ao médico.


Tratamento

Pela sua complexidade, o tratamento deve ser feito em centro especializado. Compreende três modalidades principais (quimioterapia, cirurgia e radioterapia), sendo aplicado de forma racional e individualizada para cada tumor específico e de acordo com a extensão da doença.


Controle após o tratamento

Com o aumento da curabilidade da doença, muitos pacientes com câncer na infância são sobreviventes a longo prazo, grande parte deles são hoje adultos. É importante que continuem o acompanhamento na clínica de seguimento por um tempo maior, para reconhecimento precoce e cuidado apropriado das complicações tardias que possam surgir.


O que é o câncer infantil?

Antes de compreendermos melhor o que é um câncer infantil, devemos ter em mente a definição de câncer. O termo câncer é utilizado para se referir a um grupo de doenças que apresentam em comum a multiplicação desordenada de células, que leva à formação de tumores, que podem invadir tecidos próximos ou outras áreas do corpo.


Sintomas do câncer infantil

O câncer infantil pode ser um desafio quando se fala em diagnóstico precoce. Isso ocorre, pois, muitas vezes, seus sintomas são muito parecidos com os das infecções que comumente ocorrem em crianças, e muitos responsáveis acabam não procurando um especialista para tratar o problema.


Tratamento do câncer infantil

O tratamento do câncer infantil, assim como outros tipos de cânceres, é feito de maneira individual, e a modalidade a ser escolhida dependerá de fatores como o tipo de câncer apresentado pelo paciente e a condição em que ele se encontra.


Prevenção do câncer infantil

Até o momento, não há formas de se prevenir o câncer infantil. Um dos principais motivos está no fato de que não existem evidências de que a doença possa ser desencadeada por exposição a algum fator ambiental. Assim sendo, o foco deve ser sempre um diagnóstico precoce.

Leave a Comment