A fluxetina e a sertralina mecanismo de açao

image

Mecanismo de ação O mecanismo de ação da fluoxetina é o mesmo de todos os antidepressivos inibidores seletivos da recaptação da serotonina. A serotonina é um neurotransmissor, ou seja, é uma substância envolvida na comunicação entre os neurônios.

Full
Answer

Qual a diferença entre fluoxetina e sertralina?

A sertralina é um antidepressivo presente no mercado desde 1992. Sua dose efetiva é de 50 mg/dia podendo ser aumentada até 200 mg/dia. O perfil da sertralina é muito semelhante ao da fluoxetina, por isso vou me ater somente as diferenças significativas.

Qual a função da sertralina?

A Sertralina pertence a um grupo de medicamentos denominados Inibidores Selectivos da Recaptação da Serotonina (ISRSs); estes medicamentos são utilizados para tratar a depressão e ou perturbações de ansiedade. Depressão e prevenção da recorrência da depressão (em adultos).

Qual é o mecanismo de ação da fluoxetina?

Mecanismo de ação. O mecanismo de ação da fluoxetina é o mesmo de todos os antidepressivos inibidores seletivos da recaptação da serotonina. A serotonina é um neurotransmissor, ou seja, é uma substância envolvida na comunicação entre os neurônios. A serotonina age sobre a regulação do humor, das emoções, do sono e do apetite.

Qual a interacção entre a nifedipina e a fluoxetina?

– Fluoxetina Interacções: Fluoxetina: Não foi ainda realizado um estudo clínico destinado a investigar o potencial de uma interacção medicamentosa entre a nifedipina e a fluoxetina. Foi demonstrado que a fluoxetina inibe in vitro o metabolismo da nifedipina mediado pelo citocromo P450 3A4.

image


O que é a fluoxetina?

O cloridrato de fluoxetina, também conhecido pelo seu nome comercial mais famoso, Prozac, é um medicamento antidepressivo que pertence à classe do inibidores seletivos da recaptação da serotonina (ISRS).


Indicações – Para que serve

Sendo um antidepressivo, é mais do que óbvio que a principal indicação da fluoxetina é para o tratamento da depressão. Contudo, esta não é única. A fluoxetina também é eficaz no tratamento de outros distúrbios de origem psiquiátrica, como, por exemplo:


Nomes comerciais

O cloridrato de fluoxetina é um medicamento que já possui uma versão genérica, tanto no Brasil quanto em Portugal. Além da forma genérica, ela também pode ser encontrada sob os seguintes nomes comerciais:


Posologia – Como tomar

A fluoxetina pode ser tomada em qualquer horário e a sua absorção não é influenciada pela alimentação. O medicamento costuma ser tomado em dose única diária, mas doses acima de 20 mg podem ser divididas em duas tomadas ao longo do dia.


A fluoxetina emagrece?

Apesar de ser uma pergunta pertinente e frequentemente feita na Internet, ela não tem uma resposta única. A fluoxetina emagrece? Depende, às vezes sim, às vezes não. Essa mesma pergunta fica mais fácil de ser respondida se for feita de formas diferentes. Por exemplo:


Contraindicações e precauções

A principal contraindicação da fluoxetina é o seu uso em pacientes que estejam tomando, ou que tenham tomado nos últimos 14 dias, medicamentos que pertençam à classe dos inibidores da monoamina oxidase (IMAO) (ex: Isocarboxazida, Fenelzina ou Tranilcipromina).


Interações medicamentosas

Alguns medicamentos e substâncias não devem ser usados em associação com a fluoxetina devido ao aumento do risco de efeitos adversos. Os principais são:


Para que serve

As principais indicações de tratamento com a fluoxetina incluem depressão associada ou não a ansiedade, bulimia nervosa, transtorno obsessivo compulsivo (TOC), síndrome do pânico e transtorno disfórico pré-menstrual que inclui TPM, irritabilidade e alteração de humor.


Como tomar

A fluoxetina deve ser tomada por via oral antes ou após a refeição, sempre no horário orientado pelo médico, de preferência tomada pela manhã ou à tarde para evitar insônia, no entanto se esquecer de tomar uma dose na hora certa, tomar assim que lembrar, mas deve-se pular a dose esquecida se estiver quase na hora de tomar próxima dose.


Possíveis efeitos colaterais

Alguns dos efeitos colaterais mais comuns que podem ocorrer durante o tratamento com fluoxetina são insônia, dor de cabeça, tontura, sonolência, cansaço, alterações na visão, tremores, sensação de ansiedade ou nervosismo, dor de estômago, perda do apetite, náuseas, vômitos, diarréia, boca seca, excesso de produção de suor, ondas de calor, mudanças no peso, diminuição do desejo sexual ou impotência..


Quem não deve tomar

A fluoxetina não deve ser usada por crianças, mulheres grávidas ou em amamentação, nem por pessoas que utilizam medicamentos inibidores da monoamina oxidase (IMAO), como isocarboxazida (Marplan), fenelzina (Nardil) ou tranilcipromina (Parnate), devendo-se esperar pelo menos 14 dias após o término do tratamento com os inibidores da monoaminoxidase para iniciar o tratamento com fluoxetina..

image

Leave a Comment