A guarda segue te apoiando pra mais uma aça

Onde pedir a guarda do meu filho?

O pedido é feito ao juiz, através de um advogado. O primeiro passo é definir quem será o advogado responsável pelo seu caso. Depois de escolhido o advogado, ele tomará as medidas necessárias para entrar com o pedido de guarda através de uma ação judicial.

Quanto Tempo Demora o processo de guarda?

Como funciona o processo de guarda? Depois de entrar com o pedido de guarda, o tempo médio que demora o processo é de 4 a 6 meses, dependendo de cada caso. Se houver acordo entre os pais do menor, o processo pode ser resolvido em uma única audiência.

Quem pode receber a guarda de uma criança?

Isso mesmo! Segundo André Giannini, advogado especializado em Direito de Família, filho de Fábio e Cecilia, “a lei não faz restrição sobre os entes familiares que podem receber a guarda de uma criança ou adolescente, nem em modelo unilateral, nem compartilhado”.

Qual a diferença entre Guarda e direito de visita?

Quem possui a guarda é responsável pelos atos do menor e por tomar as decisões sobre a vida dele. Porém, quem possui somente o direito de visitas, não tem poder sobre essas decisões, e sim o direito de visitar a criança, apenas.


O que você precisa saber sobre guarda compartilhada

Sem dúvida alguma, a guarda compartilhada é uma ferramenta que vem a dar efetividade à pessoa humana e à família. Uma grande conquista para a sociedade .


A lei da guarda compartilhada

Até 2008, a regra geral era que a guarda dos filhos seria concedida para apenas um dos genitores, aquele que melhor apresentava condições para cuidar do filho. Na grande maioria das vezes, a mãe.


Guarda compartilhada é obrigatória?

Será que há uma obrigação em optar pela guarda compartilhada ou ela pode ser escolha do casal? A princípio, a guarda compartilhada é regra geral quando se fala em definição da guarda. A monoparentalidade deve ser a exceção.


Aspectos processuais da guarda compartilhada

A guarda compartilhada pode ser definida em qualquer momento, seja em ação autônoma ou pedido cumulado em outra ação de natureza familiar ( o que costuma acontecer).


Dúvidas frequentes sobre guarda compartilhada

A guarda compartilhada estabelece a criança e o adolescente como prioridade absoluta, preocupando-se com a participação e contribuição de ambos os pais de forma unânime e equilibrada.


Ana Cristina Baruffi

Advogada (OAB 93271/PR). Bacharela em Direito pela UFGD – Dourados/MS. Especialista em Metodologia do Ensino Superior pela UNIGRAN. Mestre em Direito Processual Civil pela UNIPAR – Umuarama/PR. Coordenadora do Curso de Direito da Faculdade Pan-Americana de Administração e Direito e…


O que é preciso para dar entrada no pedido de guarda?

Com os documentos necessários em mãos, é preciso procurar um advogado para ingressar com o pedido de guarda pela via judicial. O pedido de guarda só poderá ser feito através do poder judiciário.


Posso reaver a guarda dos meus filhos?

Sim. É possível reaver em casos onde o guardião não estiver exercendo a guarda da maneira como foi determinada. Assim, provado que o detentor da guarda não está cumprindo seus deveres com o filho, poderá requerer ao juízo a modificação da guarda.


O que é direito de visita?

A mãe ou o pai que não tiver a guarda do filho, ainda assim tem o direito de visitá-lo. A frequência das visitas pode ser acordada entre o pai e a mãe, ou ordenada pelo juiz.


Qual a diferença entre guarda e direito de visita?

Quem possui a guarda é responsável pelos atos do menor e por tomar as decisões sobre a vida dele. Porém, quem possui somente o direito de visitas, não tem poder sobre essas decisões, e sim o direito de visitar a criança, apenas.


Na guarda compartilhada, o filho ficará um dia com a mãe e outro com o pai?

Não. Na guarda compartilhada, é somente necessário que as decisões sobre a vida do filho sejam tomadas em conjunto entre os pais. Não é estipulado um tempo específico sobre isso na justiça.


Como funciona a guarda provisória?

A guarda provisória busca regularizar a situação da pessoa que já cuida do menor, mas que não possui sua guarda pela justiça. Nesse caso, o juiz concede a guarda por tempo determinado a uma pessoa, e só depois é substituída pela guarda definitiva.


Quem pode pedir a guarda?

Em casos onde os pais não podem cuidar da proteção e integridade da criança, e nenhum de seus ascendentes ou descendentes possa requerer a guarda, esta pode ser dada a outra pessoa, mesmo que temporariamente. Dessa forma, ela será colocada em uma família substituta.

Leave a Comment