A linguagem como açao social por abrahão costa de freitas

image

Como a linguagem é vista no processo de construção social?

Baseando-se nas idéias, procura-se identificar como a linguagem é vista nesse processo de construção social; verificar se ela é a tecnologia responsável pela evolução da sociedade; analisar o valor da comunicação.

Qual é a visão da linguagem como fenômeno social?

As raízes sociais da linguagem: o pensamento de Mikhail Bakhtin e a sociolingüística de Dell Hymes. Apesar de bastante consolidada no pensamento social e lingüístico contemporâneo, a visão da linguagem como fenômeno social tem uma história relativamente recente.

Qual a importância da linguagem no processo social?

E essa ferramenta vem contribuindo a cada instante no processo social. Ela existe desde o primórdio da humanidade, que a utilizava de várias formas, como pintura, gestos. Pois, alguns autores citam que a linguagem surgiu com a criação do mundo como está no livro sagrado, isto é, a Bíblia.

Qual a importância da linguagem na construção social?

A linguagem, desde o primórdio tem sua importância na construção social. Como se sabe, um dos pontos fundamentais que a linguagem tem nesse papel é a comunicação. Pois, comunicar implica em busca de entendimento de compreensão, em suma, contato. É uma ligação, transmissão de sentimentos e de idéias.

image


Resumo

A linguagem – sistema de signos (verbais e não verbais) – constitui-se como meio de interação social. Enquanto professoras e pesquisadoras da Educação, compreendemos o ensino de língua portuguesa como práticas pedagógicas inovadoras, nas quais o estudante, sujeito social ativo, constitui-se ao interagir com o outro.


Biografia do Autor

Doutora em Educação, Departamento de Administração Escolar, Programa de Pós-Graduação em Educação na Universidade Federal de Santa Maria. Endereço: Av. Roraima nº 1000, prédio 16 sala 3182. CEP 97105-900, Santa Maria, RS, Brasil. Endereço eletrônico: elena.ufsm@gmail.com


Licença

A submissão de originais para este periódico implica na transferência, pelos/as autores/as, dos direitos de publicação impressa e digital. Os direitos autorais para os artigos publicados são do/a autor/a, com direitos do periódico sobre a primeira publicação.


1. RESUMO

A finalidade do ensino da leitura e da escrita consiste em formar sujeitos que sejam capazes de produzir e interpretar textos. Conhecer e dominar o sistema da escrita não implica ter resolvido às situações próprias de produção e interpretação textual: isso é um aspecto parcial e restrito desse âmbito.


2. INTRODUÇÃO

Este trabalho intitulado Linguagem e escrita: A influência da fala e do meio social na utilização da variedade-padrão em textos escritos, tem por objetivo verificar a interferência da oralidade e do meio social no processo da escrita dos alunos.


3. REVISÃO DE LITERATURA

Essa pesquisa de caráter bibliográfico e qualitativo pretende analisar a presença da oralidade na escrita das crianças e a influência do meio social no processo de aquisição da escrita tendo como base teórica as autoras que trazem discussões pertinentes sobre o assunto: FÁVERO, ANDRADE e AQUINO (2003) e SOARES (1989).


4. FALA E ESCRITA

Historicamente a fala nos é dada, pois, onde quer que haja seres humanos, há linguagem verbal oral, ao passo que a escrita, precede a leitura e é uma convenção que necessita ser intensiva e ‘sistematicamente aprendida’. Então na escrita o estatuto do erro tem natureza diferente


5. LINGUAGEM, ESCRITA E PODER

Segundo GNERRE (1994) a linguagem não é usada somente para veicular informações, isto é, a função referencial denotativa da linguagem não é senão uma entre outras; entre estas ocupa uma posição central a função de comunicar ao ouvinte a posição que o falante ocupa de fato ou acha que ocupa na sociedade em que vive.


6. LINGUAGEM E ESCOLA

SOARES (1989) aborda as relações entre linguagem e escola, tendo como principal foco de interesse a contribuição dessa análise para a compreensão do problema da educação das camadas populares no Brasil. Segundo a autora, a própria escola rejeita as camadas populares através de contradições. Uma primeira explicação:


7. CONSIDERAÇÕES FINAIS

Com base nos estudos realizados, concluímos que o meio social influencia o processo de aquisição da linguagem e a fala influencia sobremaneira a escrita.

image

Leave a Comment