A presença e a açao dos sindicatos

image

Quais são as prerrogativas dos sindicatos?

Impor contribuições a todos aqueles que participam das categorias econômicas ou profissionais ou das profissões liberais representadas é uma das prerrogativas dos sindicatos.

Como funciona a administração do Sindicato?

O art. 522 da CLT estabelece que a administração do sindicato seja exercida por uma diretoria de no máximo sete e no mínimo três membros e de um Conselho Fiscal de três membros, todos eleitos pela Assembleia Geral. Há questionamento doutrinário quanto ao dispositivo ter sido recepcionado pela CF, tendo em vista o princípio da liberdade sindical.

Como se associar ao Sindicato?

Se associar ao sindicato. A representação social se faz de pleno direito, sem ele pedir essa representatividade. Só o fato dele se enquadrar na categoria já basta, mas não dá o direito de votar na eleição sindical. Necessário para se filiar é pagar uma mensalidade sindical. Então nessa hipótese 5 mil vão escolher que irá adiante deles.

Quais são as atividades dos sindicatos?

Algumas atividades dos sindicatos são exclusivas para quem é associado, como lazer, colônia de férias, atendimento médico e plano de saúde. Neste caso, o trabalhador paga uma mensalidade, como em um clube, que é independente do imposto sindical.

image


O que foi a organização dos sindicatos?

Os sindicatos são organizações de representação dos interesses dos trabalhadores, criadas para compensar o poder dos empregadores na relação contratual, sempre desigual e reconhecidamente conflituosa, entre capital e trabalho.


Qual foi a função dos sindicatos?

Os Sindicatos destacam-se por suas funções, entre elas acordos coletivos, intervenção legal em ações judiciais, orientação sobre questões trabalhistas, participação na elaboração da legislação do trabalho, recebimento e encaminhamento de denúncias de trabalhadores.


Quais as atividades dos sindicatos?

Os Sindicatos têm cinco funções básicas que norteiam a sua ação: negociação, assistencial, arrecadação, colaboração e representação.


Qual é o problema dos sindicatos?

Por causa desta renda compulsória e garantida, criada pelo estado, os sindicatos foram completamente desvirtuados: de representantes dos trabalhadores, se transformaram em caçadores da renda destes mesmos trabalhadores. Na prática, são meros parasitas do dinheiro público.


Qual é o conceito de sindicato?

O sindicato pode ser definido como uma associação voluntária, de caráter permanente, destinada a defender os interesses de trabalhadores assalariados de uma mesma profissão ou de uma mesma indústria. As primeiras associações sindicais agrupavam geralmente trabalhadores de uma mesma profissão (sindicatos de ofício).


Qual o papel do sindicato na relação do trabalho?

A função social do sindicato é representar os trabalhadores diante de negociações coletivas e das demais relações pertinentes ao desempenho do trabalho laboral.


O que é uma atividade sindical?

O sindicato é a associação que tem por finalidade coordenar e defender interesses profissionais e económicos de trabalhadores (em sentido amplo) e empregadores. Nesse sentido, sua razão de ser está intimamente ligada às funções que desempenha, desenvolvidas em nome da finalidade de sua existência.


Qual a competência dos sindicatos?

Os sindicatos defendem os direitos e interesses, coletivos ou individuais, de uma categoria profissional. Em questões judiciais ou administrativas os sindicatos representam e defendem os interesses da categoria.


Qual o papel dos sindicatos e quais são os seus desafios?

RESPOSTA: Os sindicatos têm o papel de representar os trabalhadores: eles negociam e fecham acordos de trabalho, além de fiscalizar o cumprimento dos acordos e das convenções trabalhistas.


Por que os sindicatos são tão criticados?

O quadro institucional em que se dão as relações trabalhistas no Brasil é profundamente desfavorável aos sindicatos. Prova disto é a ausência do direito legal de organização de centrais sindicais a nível nacional ou local, gerando o isolamento dos sindicatos ou a fragmentação do movimento sindical.


Quais os desafios dos sindicatos atualmente?

São desafios sindicais: combinar estratégias de proteção do emprego e melhoria das condições de trabalho; responder ao cenário de flexibilidade e estimular a construção de identidades coletivas; posicionar-se com relação à reestruturação produtiva e garantir a negociação coletiva, ou seja, a regulação conjunta, entre …


Quais os principais desafios dos sindicatos na atualidade?

Os sindicatos têm diante de si desafios gigantescos. Existe a necessidade de uma forte atuação sindical no âmbito da saúde do trabalhador e no âmbito jurídico. A participação direta dos trabalhadores será determinante na luta contra a Covid-19. Como também uma forte atuação sindical poderá salvar vidas.


Jefferson Alexandre da Costa

Mestre em Direito do Trabalho pela PUC-SP; Pós Graduado em Ciências Jurídicas, Pós-Graduado em Direito Civil e Direito Processual Civil, Pós-Graduado em Direito do Trabalho e Direito Processual do Trabalho; Graduado em Análise e Desenvolvimento de Sistemas pela Unicsul. Consultor Jurídico. Oficial da Polícia Militar do Estado de São Paulo.


Informações sobre o texto

Este texto foi publicado diretamente pelo autor. Sua divulgação não depende de prévia aprovação pelo conselho editorial do site. Quando selecionados, os textos são divulgados na Revista Jus Navigandi.


O que as empresas devem saber sobre a representação sindical?

A associação sindical (representação sindical) é prevista expressamente na atual Constituição brasileira, inclusive, garantindo que a lei não poderá exigir autorização do Estado para a fundação de sindicato e, vedando o Poder Público de interferir na organização sindical.


Em termos práticos, compete à representação sindical

Representar, perante as autoridades administrativas e judiciárias, os interesses gerais da respectiva categoria ou profissão liberal ou interesses individuais dos associados relativos a atividade ou profissão exercida;


Fim da obrigatoriedade e pagamento por boletos

A contribuição sindical, ou imposto sindical, antes cobrada automaticamente de todos os empregados, se tornou voluntária em 2017, com a reforma trabalhista. Ela é anual e tem o valor equivalente ao salário de um dia de trabalho.


Se tem direito de graça, ninguém vai pagar

“Fecharam as torneiras, mas as obrigações continuam as mesmas”, disse o presidente da UGT (União Geral dos Trabalhadores), Ricardo Patah. “Nos outros países, só quem é associado tem direito às negociações coletivos; aqui não, negociamos para todos, e a lei não permite que não seja assim.”


Sindicatos querem cobrar, mas é inconstitucional

“Os sindicatos representam os trabalhadores nas negociações, e esse é um trabalho caro”, disse a advogada especializada em direito coletivo Lúcia Porto Noronha, sócia do escritório Crivelli Advogados. “Demanda estudos, advogados, consultoria.


Piso e reajuste salarial valem para todos

Piso salarial, reajustes anuais, participação nos lucros, plano de saúde, vale-alimentação e vale-refeição são exemplos de benefícios que não estão previstos em lei, mas que passam a ser obrigatórios em um determinado setor uma vez que sejam conquistados pelo sindicato nos acordos coletivos.


Lazer e atendimento médico só para quem paga

Algumas atividades dos sindicatos são exclusivas para quem é associado, como lazer, colônia de férias, atendimento médico e plano de saúde. Neste caso, o trabalhador paga uma mensalidade, como em um clube, que é independente do imposto sindical.


Lei fez surgir muitos sindicatos

A raiz do problema está na maneira como o sistema sindical foi estruturado no Brasil, junto com as leis trabalhistas, ainda durante o governo de Getúlio Vargas.


Pluralidade sindical é alternativa

“A tendência, com a situação que foi criada, é que caminhemos para um modelo de pluralidade sindical”, disse o sócio da área trabalhista do escritório Machado Meyer Advogados, Rodrigo Takano. A opção já chegou a ser considerada pelo governo.

image

Leave a Comment