A relação discurso-fundamento-açao

Qual a importância do discurso?

Com esse poder vem uma grande responsabilidade: um discurso pode provocar uma guerra ou trazer a paz; pode mover o coração das pessoas ou despertar o ódio; pode levantar espíritos ou enterrar esperanças. Pode construir ou destruir.

Por que é importante pronunciar um discurso?

Ao pronunciar o discurso, tudo é controlado, até mesmo as expressões em um momento emotivo do discurso. O orador, por alguns momentos, compartilha uma revelação com a multidão que o escuta. Claro, esses critérios não resolvem o problema se um determinado discurso trará paz ou guerra.

Qual é a diferença entre discurso e formação discursiva?

Mas o que é discurso? Ele é justamente o conjunto de enunciados, sob uma dada formação discursiva, praticados ao longo do tempo. A formação discursiva [4] é a regularidade existente na dispersão do conjunto de enunciados estudados (caso não encontre um sistema, uma regularidade na dispersão dos enunciados, então não há um discurso).

Qual a relação entre discurso e poder?

A partir do referencial foucaultiano, explicita-se a íntima relação entre discurso e poder, bem como as várias e complexas formas de investigar as “coisas ditas”. O objetivo é mostrar a produtiva contribuição desse referencial teórico e metodológico para as pesquisas em educação, nas quais que se pretende “analisar discursos”.


O que compete a Análise do Discurso?

A Análise do Discurso busca compreender como um objeto simbólico (texto, foto, pintura, escultura, etc.) produz sentidos e como este objeto está cheio de significância. Nesta busca, a análise traz à tona o funcionamento da linguagem, no qual o sujeito se constitui pela interpretação que faz.


Qual é a perspectiva de Análise do Discurso para Foucault?

Para analisar os discursos, segundo a perspectiva de Foucault, precisamos antes de tudo recusar as explicações unívocas, as fáceis interpretações e igualmente a busca insistente do sentido último ou do sentido oculto das coisas – práticas bastante comuns quando se fala em fazer o estudo de um “discurso”.


Qual é o objetivo da Análise do Discurso?

Empreender a análise do discurso significa tentar entender e explicar como se constrói o sentido de um texto e como esse texto se articula com a história e a sociedade que o produziu. O discurso é um objeto, ao mesmo tempo, lingüístico e histórico; entendê-lo requer a análise desses dois elementos simultaneamente.


Quais são os elementos da Análise do Discurso?

Para a Análise do Discurso (AD), o objeto de estudo é o discurso. … São esses elementos que fazem do discurso um objeto de análise e estudo, ou seja, são os elementos constitutivos do discurso, como a ideologia, os efeitos de sentido, a memória discursiva, as condições de produção, o sujeito etc.


O que é um discurso segundo Foucault?

“Chamaremos de discurso um conjunto de enunciados, na medida em que se apoiem na mesma formação discursiva; ele é constituído de um número limitado de enunciados, para os quais podemos definir um conjunto de condições de existência (…)” (FOUCAULT, 1960, p. 135-136).


Qual é a principal diferença da análise do discurso?

A principal diferença é que a Análise de Discurso trabalha com o sentido do discurso e a Análise de Conteúdo com o conteúdo do texto. A opção teórica da Análise de Discurso abordada neste estudo recai sobre a linha francesa, que tem como seu precursor Michel Pêcheux e na Análise de Conteúdo enfoca-se Laurence Bardin.


Como se faz uma Análise do Discurso?

Na análise do discurso subjacente a um texto, podemos observar as projeções da enunciação no enunciado; os recursos de persuasão utilizados para criar a “verdade” do texto (relação enunciador/enunciatário) e os temas e figuras utilizados.


Que importância tem a Interdiscursividade na Análise do Discurso?

Nesse ponto, vê-se o papel da interdiscursividade, que garante uma integração dos co- nhecimentos científicos. Desse modo, reconhecendo a importância da interdiscursividade, isto é, da forma- ção e interação do discurso de indivíduos, ressalva-se que se deve então, ser bem explorada esta capacidade.


O que é análise de discurso de linha francesa?

A Análise do Discurso da chamada Escola Francesa (AD) surge no cenário da intelectualidade francesa, na década de 60, como reação a duas fortes tendências em destaque no campo da linguagem, a saber: (i) o estruturalismo e (ii) a gramática gerativa transformacional.


Quais são as vertentes da Análise do Discurso?

Existem muitas vertentes de Análise do Discurso, entre elas, a análise de discurso de base enunciativa, cujo principal teórico é o francês Dominique Maingueneau, e a análise dialógica do discurso, vinculada ao Círculo de Bakhtin.


Qual elemento forma o discurso?

São esses elementos que fazem do discurso um objeto de análise e estudo, ou seja, são os elementos constitutivos do discurso, como a ideologia, os efeitos de sentido, a memória discursiva, as condições de produção, o sujeito etc.


Quais são as três principais áreas que se interconectam para a Análise do Discurso?

O presente artigo pretende discutir o imbricamento das três principais áreas – lingüística, materialismo histórico e psicanálise – de onde emerge a análise de discurso, concebida por Michel Pêcheux.

Leave a Comment