Como agi açao do farmaco anti hipertensivo fisiologia

A ação dos anti-hipertensivos ocorre por seus efeitos sob a resistência periférica e/ou débito cardíaco, ou seja, há aqueles que inibem a contrabilidade (força extrema do músculo) do miocárdio ou reduzem a pressão do ventrículo do coração. O mecanismo de ação dos anti-hipertensivos irá depender da classe à qual pertencem. Vejam os principais:

Full
Answer

Como é a atuação dos anti-hipertensivos?

Os IECAs continuam sendo a melhor alternativa de medicação por via oral ou sublingual para o tratamento de crises hipertensivas. Eles também são formalmente contraindicados na gravidez e em estenose bilateral de artérias renais. Deve ter uso cauteloso em insuficiência renal, estados hipovolêmicos e em hipercalemia.

Quais são os medicamentos que afetam a hipertensão arterial?

•Diuréticos •Antagonistas adrenérgicos •Vasodilatadores •Inibidores do sistema renina-angiotensina-aldosterona Hipertensão arterial •CONCEITO: •Classificação: Classificação Sistol. Diast. Normal <120 <80 Pre-hipertensão 120-139 80-89 Hip.

Quais são os efeitos colaterais dos fármacos de angiotensina?

Esses fármacos bloqueiam a ECA que hidrolisa a angiotensina I para formar o potente vasoconstritor angiotensina II. A ECA também degrada a bradicinina, um peptídeo que aumenta a produção de óxido nítrico e prostaciclinas nos vasos sanguíneos.

Quais são as classes de Anti-hipertensivos?

Classes de anti-hipertensivos •Diuréticos •Antagonistas adrenérgicos •Vasodilatadores •Inibidores do sistema renina-angiotensina-aldosterona Hipertensão arterial •CONCEITO: •Classificação: Classificação Sistol. Diast. Normal <120 <80 Pre-hipertensão 120-139 80-89 Hip. Estágio 1 140-159 90-99 Hip. Estágio 2 >160 >100


Qual é a ação do anti-hipertensivo?

O mecanismo anti-hipertensivo, complexo, envolve diminuição do débito cardíaco (ação inicial), redução da secreção de renina, readaptação dos barorreceptores e diminuição das catecolaminas nas sinapses nervosas.


Quais as estratégias do tratamento anti-hipertensivo?

A estratégia para esse tipo de paciente, isto é, homens jovens ou de meia idade e assintomáticos, deve compreender o início gradual do tratamento, com doses baixas de anti-hipertensivos, muitas vezes com associações fixas de medicamentos, a fim de obter o controle da pressão arterial em menor prazo de tempo e com menor …


Qual o mecanismo de ação dos anti-hipertensivos betabloqueadores adrenérgicos?

Mecanismos de ação Os betabloqueadores agem bloqueando os receptores beta-adrenérgicos, inibindo as respostas cronotrópicas, inotrópicas e vasoconstritoras causadas pelas catecolaminas, epinefrina e norepinefrina.


Como agem os remédios de pressão?

Eles reduzem a quantidade de líquido circulante na corrente sanguínea, o que, por sua vez, reduz a pressão existente nas artérias”.


Quanto tempo leva para um remédio de pressão fazer efeito?

Medicamentos para hipertensão começam a fazer efeito em 40 minutos. Segundo o Ministério da Saúde, a hipertensão exige que o coração trabalhe de uma forma muito mais intensa para distribuir o sangue por todo o corpo.


Como o medicamento age no organismo?

O segredo do remédio é que ele só entra em ação quando seu princípio ativo interage com moléculas do corpo chamadas de receptores. Como cada órgão tem receptores específicos, o medicamento só age quando seu princípio ativo encontra moléculas que se “encaixem” perfeitamente com sua fórmula química.


Pode tomar remédio de pressão quantas vezes por dia?

O cardiologista Dalton Précoma reforça a recomendação, e lembra que a maioria dos pacientes hipertensos precisa de dois, três remédios para o controle da pressão. “A gente sempre escolhe um horário de manhã e outro no jantar, para cobrir as 24 horas do dia. Não significa que precise trocar, mas dividir a dose.


Fisiologia de drogas anti-hipertensivas

A angiotensina II é definida como um péptido que surge da ativação do sistema Renina Angiotensina. Ou seja, o Anti-hipertensivo aumenta os níveis plasmáticos de bradicinina, que é um vasodilatador que contribui com efeitos anti-hipertensivos. Além disso estimula a síntese de aldosterona, que por sua vez aumenta a reabsorção de sódio e água.


Mecanismos de ação do anti-hipertensivo

Os receptores da angiotensina II são anti-hipertensivos que ganharam força nos últimos anos no campo de controle da pressão alta e insuficiência cardíaca. Desses tipos de anti-hipertensivos, tomaremos por exemplo o losartan. Só para ilustrar, a partir desse último, saíram para venda: candesartan, eprosartan, irbesartan, entre outros.


Ações

O Anti-hipertensivo causa uma diminuição gradual da pressão arterial sem alterar a frequência cardíaca. É claro que a partir da primeira dose haverá um efeito hipotensivo, no entanto, é importante manter o tratamento por até 4 semanas. Alguns dos seus efeitos podem ser por exemplo:


Interações

Quando combinado com diuréticos, o Anti-hipertensivo pode provocar hipercalemia. Além disso, misturado ao de álcool pode diminuir a pressão arterial, causar tonturas e sonolência. Quando combinado com outros fármacos, o anti-hipertensivo, também pode causar hipertensão grave.


Recomendações

Entretanto, embora se prescreva o medicamento ao paciente, é necessário combiná-lo com hábitos de vida saudáveis. As medidas recomendadas com mais frequência são as seguintes:


Contraindicações

Qualquer droga que pertença à categoria dos anti-hipertensivos não deve ser ingerida durante a gravidez, particularmente no segundo e terceiro trimestres, pois podem causar: hipotensão, insuficiência renal, morte fetal.


Confira o vídeo

Confira um artigo completo que falamos sobre os Anti-hipertensivos para esclarecer todas as suas dúvidas. Ao final, confira alguns materiais educativos para complementar ainda mais os seus estudos.


Anti-hipertensivos

Fisiologicamente, tanto em indivíduos normais quanto nos hipertensos, a pressão arterial (PA) é mantida pela regulação contínua do débito cardíaco e da resistência vascular periférica ( PA= DC x RVP) em três sítios anatômicos: as arteríolas, as vênulas pós-capilares e o coração.


Anti-hipertensivo: IECA

A capacidade de reduzir os níveis de Angiotensina II com inibidores da Enzima Conversora de Angiotensina (ECA), eficazes por via oral, representa um importante avanço no tratamento da hipertensão. O captopril foi o primeiro fármaco desse tipo a ser desenvolvido.


Anti-hipertensivos: BRA

Os Bloqueadores do Receptor de Angiotensina II (BRA) são representantes dessa classe a losartana, candesartan, eprosartan, ibersatan, telmisartan e valsartana.


EXP 3174: é o metabólito ativo da losartana

A inibição das respostas biológicas à angiotensina II é máxima e não pode ser restaurada na presença de BRA, independentemente da concentração de angiotensina II.


FISIOPATOLOGIA DA HIPERTENSÃO

Um dos principais obstáculos no tratamento da hipertensão consiste na natureza em grade parte assintomática da doença, mesmo com elevação pronunciada da pressão arterial


FUNÇÃO VASCULAR

A hipertensão baseada na resistência vascular (débito cardíaco normal e aumento da resistência vascular sistêmica) é um mecanismo comum observado na hipertensão do idoso


DIURÉTICOS TIAZÍDICOS

Os agonistas α2-adrenérgicos metildopa, clonidina e guanabenzo reduzem o efluxo simpático da medula oblonga, com consequente redução da frequência cardíaca, contratilidade e tônus vasomotor.


PACIENTES IDOSOS

Os antagonistas β têm mais tendência a causar disfunção do nó SA ou do nó AV ou a comprometer a função do miocárdio nos pacientes idosos; esses efeitos provavelmente estão relacionados com a maior prevalência de doença do sistema de condução e de disfunção sistólica VE nesses pacientes


AFRICANA

A hipertensão em pacientes de descendência africana é mais responsiva a diuréticos e a bloqueadores dos canais de Ca2+ do que a antagonistas β e inibidores da ECA. (Uma notável exceção é a resposta favorável observada em indivíduos afro-americanos jovens ao tratamento com antagonistas β)


Tratamento farmacológico

  • objetiva reduzir a morbidade e a mortalidadecardiovasculares;eficaz por via oral, bem tolerado e com posologiafavorável; deve se iniciar com a menor dose efetiva, e ir aumentogradativamente ou se associar a outra classe dehipotensor; -> precisa respeitar um período mínimo de 4semanas para ajustar a dose ou fazer associação; classes de anti-hiperten…

See more on studocu.com


Diuréticos

  • See more on studocu.com


Tiazídicos

  • ação moderada;inibem o íon transportador de na+cl- no túbulo distal,aumentando a eliminação dessas moléculas, de k+ e deágua;ex: hidrocloratiazida e clortalidona; 1. podem interagir com aines reduzindo seu efeito diurético e anti-hipertensivo; podem também interagir com antidiabéticos orais e insulina; 2. a colestiramina e colesterol (outros medicamentos anti- hipert…

See more on studocu.com


de Alça

  • See more on studocu.com


Poupadores de potássio

  • See more on studocu.com


Bloqueadores Adrenérgicos

  • existem 5 grupos de adrenoreceptores: alfa 1 e 2; beta1,2,3;os fármacos antagonistas adrenérgicos podem diminuir ouinibi-los; são usados como coadjuvantes na hipertensãoarterial.

See more on studocu.com


Beta Bloqueadores

  • mecanismo anti-hipertensivo envolve a diminuição inicialdo DC, redução da secreção de renina e diminuição decatecolaminas nas sinapses nervosas; inibem as respostas cronotrópicas (frequência, contração),inotrópicas (força de contração) e vasoconstritoras;diminuem a secreção de renina;podem ser beta-1, beta-2 e não seletivos; 1. receptores beta-1: fármacos:atenolol, met…

See more on studocu.com


Alfa- 2 Agonistas

  • monoterapia de eficácia discreta; agem no SNCreduzindo a atividade simpática; diminui a liberação de NEpré-sinaptica e a liberação de insulina; fármacos:guanidina, metildopa, clonidina; são pouco utilizados atualmente pela alta incidência dereações adversas, sendo elas: sedação, boca seca,desânimo e perda de concentração que são frequentes emais intensos no início do tr…

See more on studocu.com


Fisiologia de Drogas Anti-Hipertensivas

Image
A angiotensina II é definida como um péptido que surge da ativação do sistema Renina Angiotensina. Ou seja, o Anti-hipertensivoaumenta os níveis plasmáticos de bradicinina, que é um vasodilatador que contribui com efeitos anti-hipertensivos. Além disso estimula a síntese de aldosterona, que por sua vez au…

See more on melhorcomsaude.com.br


Mecanismos de Ação Do anti-hipertensivo

  • Os receptores da angiotensina II são anti-hipertensivos que ganharam força nos últimos anos no campo de controle da pressão alta e insuficiência cardíaca. Desses tipos de anti-hipertensivos, tomaremos por exemplo o losartan. Só para ilustrar, a partir desse último, saíram para venda: candesartan, eprosartan, irbesartan, entre outros. Esses medicamentos são responsáveis ​​pelo b…

See more on melhorcomsaude.com.br


Ações

  • O Anti-hipertensivo causa uma diminuição gradual da pressão arterial sem alterar a frequência cardíaca. É claro que a partir da primeira dose haverá um efeito hipotensivo, no entanto, é importante manter o tratamento por até 4 semanas. Alguns dos seus efeitos podem ser por exemplo: 1. Regressão da hipertrofia ventricular esquerda. 2. Diminuição da dilatação auricular …

See more on melhorcomsaude.com.br


Efeitos Adversos

  1. Insônia.
  2. Tontura
  3. Sonolência
  4. Dores de cabeça.

See more on melhorcomsaude.com.br


Interações

  • Quando combinado com diuréticos, o Anti-hipertensivo pode provocar hipercalemia. Além disso, misturado ao de álcool pode diminuir a pressão arterial, causar tonturas e sonolência. Quando combinado com outros fármacos, o anti-hipertensivo, também pode causar hipertensão grave. Além disso, o consumo de anfetaminas, medicamentos para asma ou descongestionantes, dimi…

See more on melhorcomsaude.com.br


Recomendações

  • Entretanto, embora se prescreva o medicamento ao paciente, é necessário combiná-lo com hábitos de vida saudáveis.As medidas recomendadas com mais frequência são as seguintes: 1. Evite o estilo de vida sedentário 2. Controle peso corporal 3. Evite bebidas alcoólicas e tabaco 4. Coma uma dieta rica em potássio e cálcio 5. Reduza o consumo de sódio 6. Tente evitar o estre…

See more on melhorcomsaude.com.br


Contraindicações

  • Qualquer droga que pertença à categoria dos anti-hipertensivos não deve ser ingerida durante a gravidez, particularmente no segundo e terceiro trimestres, pois podem causar: hipotensão, insuficiência renal, morte fetal. Por outro lado, durante a lactação faz com que o coração não bombeie o sangue adequadamente, o que causa problemas na função metabólica e sintética d…

See more on melhorcomsaude.com.br

Leave a Comment