Como bater a pitaya pra ficar igual açaí

Qual é o melhor momento para achar a Pitaya?

O momento mais fácil de achar a pitaya tanto para consumo como para obter as sementes são entre os meses de novembro a maio, período que o país esquenta. Outra informação bacana é que elas costumam estar mais suculentas nesse período e são mais frequentes em feiras e supermercados.

Por que a Pitaya não é tão popular no Brasil?

Originária da América Latina, mais precisamente de vegetação tropical, a pitaya, conhecida também como fruta-do-dragão, não é muito popular no Brasil. Apesar disso, ela é rica em vitaminas, minerais e, especialmente, em fibras. Apesar do seu aspecto exótico, sua polpa é ótima para ser consumida fresca ou em doces, sucos ou, até mesmo, em saladas.

Quais são os tipos de Pitaya?

Os tipos mais cultivados no Brasil são as pitayas vermelha, amarela e branca. São ótimas escolhas para plantio, caso tenham sua manutenção adequada, pela perenidade e pela produtividade de até 15 anos.

Como plantar a Pitaya em casa?

Mas você precisará de vasos grandes. Já para deixar o vaso com a pitaya, opte por um local que tenha boa ventilação, além de luz natural para os momentos mais frescos do dia, seja logo cedo ou no final da tarde. Para plantar a pitaya em casa, precisamos dos seguintes utensílios:


Como usar a pitaya para anemia?

A polpa da pitaya pode ser consumida ao natural ou usada em preparações como saladas, sucos, vitaminas, geleiras, sorvetes e doces, por exemplo. Para comer a polpa da pitaya deve-se cortar a fruta ao meio, e, com a ajuda de uma colher, separar a polpa da casca.


Como bater pitaya?

Prepare seu suco de pitaya cortando a fruta ao meio e, com uma colher, retirando a polpa. Coloque a polpa da pitaya no liquidificador ou processador junto com o suco de limão e um pouco de água de coco. Bata muito bem, até obter um suco o mais liso possível. Se estiver muito espesso acrescente mais água de coco.


Como fazer a polinização da flor de pitaya?

Com os próprios dedos, toque os estames – órgãos masculinos correspondentes às estruturas filamentosas encimadas pelas anteras produtoras de pólen, que ficam no fundo da flor –, e, posteriormente, o estigma – órgão feminino parecido com uma estrela, que fica próximo da entrada da flor.


Para que serve o suco da casca da pitaya?

Ela é extremamente rica em betacaroteno – um importante antioxidante, que previne o envelhecimento precoce e doenças cardiovasculares. Para preparar essa bebida, basta bater as cascas dessa fruta com água e também adoçar da forma que preferir.


Pode usar a casca da pitaya?

Se quiser aproveitar 100% da sua pitaya, você pode. No entanto, não se recomenda o consumo direto da casca, afinal, não tem um sabor tão agradável quanto a polpa. O legal é preparar um ótimo chá da casca da pitaya. Isso porque é rico em compostos antioxidantes e tem alto poder diurético.


Como saber se a pitaya e rosa ou branca por dentro?

1:184:31Suggested clip · 52 secondsComo Saber a Cor da Pitaya pelo FRUTO e pelo BOTÃO floralYouTubeStart of suggested clipEnd of suggested clip


Porque a pitaya da flor e não segura o fruto?

Será porque não há outra planta por perto? A pitaia é uma planta que apresenta autoincompatibilidade, portanto, não tem capacidade de realizar a autofecundação. Assim, há necessidade de outra planta próxima para que ocorra a polinização cruzada, fecundação e, consequentemente, formação de frutos.


Quem faz a polinização da pitaya?

No México, local de origem da pitaia, a polinização é feita por morcegos, já que é durante a noite que a flor se abre. Mas no Ceará, onde não há visita desses animais nas plantações, pesquisadores descobriram a importância das abelhas e mariposas nesse trabalho.


Qual é a época de floração da pitaya?

A floração ocorre entre os meses de outubro a abril, com picos de florescimento entre dezembro e fevereiro. Quando abertas, as flores exalam um perfume para atrair agentes polinizadores como abelhas, mamangavas, mariposas e morcegos.


Como comer casca de pitaya?

Use uma faca afiada para cortá-la ao meio e retirar o interior da pitaya com uma colher. Basta passar a colher pelas bordas da casca e remover, debaixo para cima, a sua polpa, de modo que você consiga desprendê-la. Depois disso, é só cortá-la em pedaços menores e comer a fruta diretamente na boca.


Quais são os benefícios da pitaya para a saúde?

A pitaya funciona como tônico cardíaco, ajustando a pressão arterial, ajudando na redução de riscos de desenvolver doenças cardíacas e de pressão alta. A pitaya vermelha é uma ótima fonte de gorduras mono saturada, ajudando o coração a se manter em boas condições.


Quem tem diabetes pode comer a fruta pitaya?

A pitaia foi eficaz na redução do colesterol total, do LDL e dos triacilgliceróis e na elevação do HDL (conhecido como “colesterol bom”). Em animais diabéticos, as doses de 200 mg/kg e 400 mg/Kg apresentaram atividades farmacológicas promissoras, reduzindo significativamente a glicemia no grupo tratado.


Como plantar pitaya em casa

Essa é uma excelente escolha para quem mora em apartamentos ou em casas que não possuem quintal. Mas você precisará de vasos grandes. Já para deixar o vaso com a pitaya, opte por um local que tenha boa ventilação, além de luz natural para os momentos mais frescos do dia, seja logo cedo ou no final da tarde.


Como plantar pitaya através de mudas

Segundo grande parte de pesquisadores, uma das melhores formas de como plantar pitaya é por estaquias, já que a planta produz frutos mais uniformes do que em comparação a plantação por sementes.


Como plantar pitaya orgânica

Caso você seja a favor de plantas orgânicas, sem agrotóxicos ou outros tipos de venenos, esse tutorial de como plantar pitaya é para você. Você precisará ter em mãos:


Dicas importantes para plantar pitaya e ter sucesso

Além de todas as dicas acima e dos cuidados básicos que você deve ter com a sua pitaya, existem outras medidas que são necessárias e importantes de como plantar pitaya. Confira:


1. Aprenda como comer pitaya in natura

Por ser um fruto rústico e atrativo, originado na América Central e na América do Sul, encontrar a pitaya no Brasil não é tão difícil quanto parece. Da mesma forma que o kiwi ou o pêssego, por exemplo, o gosto da pitaya é ainda melhor quando ela está madura.


2. Acrescente a fruta do dragão em saladas de frutas e folhas

Para incluir a fruta do dragão no seu dia a dia de uma vez por todas, uma boa dica é acrescentá-la em saladas de frutas e folhas mais incrementadas. Ela harmoniza muito bem com diferentes frutas, especialmente as cítricas – como morango, kiwi, uva, abacaxi e blueberries – e combina com saladas de folhas.


3. Use a pitaya para montar um kebab de frutas

Outra maneira diferente de comer a fruta é fazer uma espécie de “kebab” com a fruta. Experimente, por exemplo, usar manga, kiwi e abacaxi. Basta tirar a casca da pitaya, do kiwi, do abacaxi e da manga, cortando cada polpa em cubos, colocar as frutas em um espeto de churrasco e aquecer os kebabs em uma grelha.


4. Prepare drinks e sucos com pitaya

Fazer sucos e drinks não alcoólicos com pitaya pode ser mais uma maneira de passar a consumir a fruta com frequência. Para isso, basta usar a criatividade – misturando a fruta do dragão com outras frutas tropicais – e, se quiser acrescentar ainda mais nutrientes, com um pouco de água de coco.


Chá de pitaya: para que serve?

A pitaya é conhecida por muitos como uma fruta ótima para emagrecer, mas não é só para isso que ela serve. Veja abaixo a lista com os principais benefícios da pitaya:


Conheça melhor os benefícios da pitaya

Aqui você aprenderá um pouco mais sobre cada um dos principais benefícios da pitaya e do seu chá. Confira nossas referências científicas no final do artigo.


Como preparar o chá de pitaya

Para o chá de pitaya você vai precisar apenas das cascas da fruta, bem lavadas. A polpa você pode comer in natura ou reservar para fazer o suchá (receita no tópico abaixo). Siga as instruções para fazer o melhor chá saudável de pitaya:


Como preparar o suchá de pitaya

O suchá de pitaya é bem simples de preparar e é uma maneira de aproveitar a polpa nutritiva da fruta. Tudo o que você precisa fazer é o suco de pitaya, só que sem usar água ou leite.


Cuidados e contraindicações

Apesar dos muitos benefícios, a pitaya também traz consigo algumas contraindicações e cuidados muito importantes. Isto é, se usada de forma errada, a fruta pode acabar atuando como uma vilã, e não como uma benfeitora. Confira:


1. Goze para dentro

Não se suje mais com a técnica da “injaculação”. Enquanto se diverte, coloque dois dedos logo abaixo do saco escrotal e pressionar, sem machucar, o canal que leva o esperma até o pênis. Segure por uns segundos até sentir que ejaculou tudo. Apesar de ser um pouco estranha, funciona bem e evita sujeira.


2. Acendendo a fogueira

Nessa modalidade você esfrega as duas mãos abertas e esticadas na vareta. Da mesma forma que o velho movimento de roçar dois gravetos para acender uma fogueira, subindo e descendo. Vai com calma para não pegar fog o machucar.


3. Mão dormente

Essa modalidade é pra quem deseja estar sozinho, sem ficar só. Para isso, basta sentar na mão até ela ficar dormente. Quando estiver formigando está pronta para a ação. Dessa forma você vai sentir como se outra pessoa estivesse batendo uma para você. Após recuperar o tato, repita a operação até se satisfazer.


4. Com as duas mãos

Essa técnica vai deixar seu companheiro de batalhas bem agasalhado e quentinho. Use a duas mãos para se exercitar! Uma fica na base e a outra no topo. Sincronize as duas no movimento vai e vem.


6. Choque térmico

Vai precisar de certa habilidade. Ao bater uma, quando estiver próximo do clímax, segure um cubo de gelo até que sua mão fique gelada. Agora, finalize a masturbação revezando entre a mão gelada e a quente, a mudança de temperatura te dará uma sensação prazerosa, e até calafrios!


7. Pancadinhas na cabeça

Nessa estilo de punheta você irá brincar com a pressão sanguínea no pênis. Quando ele estiver bem duro e sensível, você dá batidinhas na cabeça dele com dois dedos. Não precisa ser muito forte pra não nocautear o rapaz. Continue assim até gozar, demora um pouco, mas vale a pena.


8. Hidromassagem

A sensação da água batendo no pênis (principalmente na cabeça) te dará bastante prazer. Brinque dessa forma intercalando o toque com a batida da água e, no final, você ainda se limpa facilmente. Simples e prático. Só pode não demorar muito, afinal, punheta nenhuma vale o desperdício de água.


1. Escolha do local

A fruta pode ser plantada diretamente na terra ou até mesmo em vasos. No segundo caso, é preciso optar por um recipiente com pelo menos 30 cm de profundidade e com furos para drenagem. Ou seja, o melhor local para plantar a fruta é um espaço com o tamanho adequado para que ela se desenvolva bem.


2. Clima

A pitaya é um cacto de origem tropical, por isso, tem grande resistência ao calor. O ideal é que ela seja cultivada entre 18ºC a 30ºC. Em locais mais frios, uma estufa pode ser uma boa pedida.


3. Iluminação

O cacto necessita de seis a oito horas de luz solar por dia. Porém, é preciso evitar os horários de sol forte, pois ele pode queimar a planta. O ideal é escolher um local que não receba sol no horário mais quente do dia. Em vaso, é possível mudá-lo de local conforme a necessidade.


4. Rega

Por se tratar de um cacto, essa é uma planta sensível ao excesso de água. Nos meses mais quentes, o ideal é molhar a terra quando ela aparenta estar seca. Já no outono e no inverno, a quantidade de água pode ser reduzida, já que as folhas retêm água.


5. Solo

Deve ser rico em nutrientes e bem drenado. Vale misturar areia à terra e também adicionar pedras no fundo do vaso. Além disso, use um fertilizante com baixo teor de nitrogênio uma vez por mês.


Como plantar pitaya em estacas

Nesse vídeo, você aprende como fazer o plantio por estaquia diretamente no solo, que é bem simples de ser seguido e pode ser a aposta ideal para você. Vale a pena conferir.


Como plantar pitaya em vaso

Também é possível plantar a pitaya em vasos e esse vídeo ensina como fazer isso. Assim, mesmo que você more em um apartamento, dá para ter essa planta em casa. Além do plantio, você confere outras dicas, como adubação, regas e mais.

Leave a Comment