Como contstar uma açao de cobrança de divida

image

Como deve ser feita a cobrança de dívida Efetuar uma cobrança de dívida corretamente é simples, basta seguir as regras estipuladas no Código de Defesa do Consumidor, que especificam o que pode e o que não pode ser feito durante a ação de cobrança. Por Redação Cobre Fácil | 23 de Agosto de 2021

Full
Answer

Como efetuar uma cobrança de dívida corretamente?

Isso é, a empresa dona da dívida tem direito de efetuar a cobrança por meios distintos de comunicação. Mas nenhum desses métodos pode pôr o devedor em situação vexaminosa.

Qual é a cobrança amigável de uma dívida?

A cobrança amigável de uma dívida é aquela que deve ser usada em três cenários: Quando você já não faz questão de preservar o relacionamento, mas quer evitar ressentimento; Quando você tem um código de integridade e valores pessoais que te impedem de adotar uma postura agressiva.

Como funciona uma ação de cobrança?

O Código de Processo Civil, em seu art. 259, I, dispõe que na ação de cobrança o valor do débito deverá ser atualizado até a data em que ocorrer a propositura da ação, in verbis: “ Art. 259. O valor da causa constará sempre da petição inicial e será:

Quais são os elementos de defesa de uma ação de cobrança?

Todavia, nem sempre aquele que é alvo de uma ação de cobrança, ou mesmo uma execução, dispõe de elementos suficientes a comprovar o pagamento, devendo ser tratado em sede de contestação, conforme este modelo. Assim, dentre os principais elementos de defesa, nesse caso, encontram-se a prova do pagamento, seja por vias documentais ou testemunhais.

image


Como se defender de uma ação de cobrança?

Confira alguns exemplos:a letra de câmbio, a nota promissória, a duplicata, a debênture e o cheque;a escritura pública ou outro documento público assinado pelo devedor;o documento particular assinado pelo devedor e por 2 (duas) testemunhas;More items…•


Qual o prazo legal para o réu contestar uma ação de cobrança?

O Prazo da contestação é de 15 dias úteis no Novo CPC. Art. 335. O réu poderá oferecer contestação, por petição, no prazo de 15 (quinze) dias, cujo termo inicial será a data.


Como fazer uma contestação de dívida?

Quais cuidados devo tomar com a contestação? Ao elaborar uma contestação, deve-se cuidar primordialmente a contagem do prazo, em especial a data de início de fluência. Os demais cuidados devem ser voltados à análise minuciosa da petição inicial de forma a evidenciar a estratégia processual e argumentos cabíveis.


O que é contestação de cobrança?

A ação de cobrança é a ação pertinente para cobrar uma dívida vencida por parte do devedor. A contestação na ação de cobrança é, portanto, o primeiro meio de defesa do devedor.


Qual o prazo de prescrição da ação de cobrança?

5 anosDe forma ampla, o prazo para prescrição de dívida é de 5 anos, porém o art. 205 do Código Civil lista que a prescrição acontece em 10 anos, “quando a lei não lhe haja fixado prazo menor”. Ou seja, quando não está descrito no documento.


Quanto tempo prescreve uma ação judicial?

O Artigo 205 do Código Civil determina que a prescrição ocorre em dez anos, a não ser quando haja lei fixando prazo menor. Já o artigo 206 lista algumas exceções.


O que é reconvenção no novo processo civil?

A reconvenção é um pedido realizado pelo réu de um processo ao apresentar contestação sobre as alegações do autor na petição inicial. Ela é uma forma de possibilitar que o réu faça alegações e pedidos próprios dentro do processo, invertendo a estrutura do processo.


Qual é a estrutura de uma contestação?

Nesta seção do modelo de contestação, cabe ao advogado do réu apresentar um resumo ponto a ponto dos fatos elencados na petição inicial movida pelo autor. É a partir desses fatos que ele embasará a sua defesa, desde as argumentações preliminares até o mérito da contestação.


Como encerrar uma contestação?

Quando uma contestação é aberta, o valor referente à transação fica bloqueado na conta do vendedor até que o caso seja solucionado. O Vendedor pode enviar comprovantes de que entregou o produto ou prestou o serviço corretamente, ou encerrar a contestação, cancelando o pagamento e devolvendo o valor ao comprador.


Quais são as preliminares que podem ser apresentadas na contestação?

As preliminares da contestação, contudo, podem ser de duas naturezas: peremptórias, que levam à extinção do processo. E devem, desse modo, ser abordadas primeiro na contestação, embora nenhuma preliminar seja de discussão obrigatória.


Como deve ser feita a cobrança de dívida?

O objetivo é receber na íntegra o valor devido. Para isso, é feita uma negociação diretamente com o cliente, facilitando o pagamento da dívida. Entretanto, a negociação não é o único meio de receber a quantia total.


O que é permitido na cobrança de dívida?

O credor tem o direito de usar os meios de comunicação como: ligações telefônicas, SMS, WhatsApp, e-mails e cartas via correio para lembrar o devedor.


O que não é permitido na cobrança de dívida?

Aqui entram as normas do Código de Defesa do Consumidor referentes às práticas de cobrança. O artigo 42, do CDC, por exemplo, fala sobre as maneiras incorretas e impróprias de cobrar um cliente.


Quando cabe uma ação de cobrança?

A ação de cobrança, tanto em quesito judicial quanto em forma de protesto em cartório, pode ser realizada após a empresa tentar negociar a dívida com o consumidor e não obter resultado positivo.


O que é a ação de cobrança?

A ação de cobrança é o procedimento judicial que tem o intuito de cobrar uma dívida vencida de autoria do devedor. Trata-se de uma forma de forçar o réu inadimplente a efetuar o pagamento do valor devido. A ação está prevista no Código de Processo Civil ( CPC) e tramita pelo procedimento comum.


Quais são as diferenças entre ação de cobrança e ação de execução?

A ação de cobrança não exige a existência de um título executivo — judicial ou extrajudicial. Por sua vez, a ação de execução somente é ajuizada mediante a presença desse requisito essencial.


Qual é a diferença entre ação de cobrança e ação monitória?

A ação monitória pressupõe a existência de prova da dívida vencida, que não seja um título executivo propriamente dito. Ela corre por meio de um rito abreviado, mais simples e menos demorado.


Quais são os argumentos de uma ação de defesa?

Como iniciar uma defesa é uma das principais preocupações em um processo de cobrança ou mesmo uma execução. Veja alguns argumentos que podem ser úteis.


1. Ligar em horários absurdos

Algumas pessoas recorrem a esse subterfúgio de, por exemplo, ligar às duas horas da madrugada para cobrar o devedor. Essa atitude, além de ser irritante para ambos, pode trazer transtornos maiores.


2. Expor o devedor, espalhando por aí que aquela pessoa lhe deve

Quem nunca viu aquelas faixas na rua falando para a pessoa pagar, citando o nome e, às vezes, o telefone dela. Uma prática que está ocorrendo muito é colocar a foto do devedor nos grupos do facebook e dizer que ela lhe deve.


4. Inventar taxas, juros e multas que não existam

Há pessoas que, ao cobrarem suas dívidas, tiram da cartola taxas, juros e multas astronômicas como forma de expressar sua raiva, fazendo com que, muitas vezes, a dívida se torne impagável.


5. O uso de linguagem chula, obscena, violenta ou os insultos

Outra forma abusiva que a maioria dos cobradores, provavelmente, já utilizou é a de ligar para o devedor e xingá-lo. Hoje, com a tecnologia presente nos celulares, onde qualquer pessoa pode gravar uma ligação, essa prática tornou-se um risco maior para o cobrador.


6. Fingir ser um advogado ou oficial de justiça para coagir o devedor

Essa prática é bastante condenável porque, além de ser mentira e gerar descrédito, pode ser entendida como exercício irregular da profissão – o que é crime e será apurado de forma rígida.


7. Enviar correspondência em envelopes que identifiquem que se trata de uma cobrança de dívida

Já viram aqueles envelopes escrito COBRANÇA? Pois é… Já pensaram no constrangimento – desde o carteiro até a portaria do condomínio, ou um filho pegando aquela carta?


1. Contrate uma empresa de cobrança

As empresas de cobrança ou de recuperação de crédito são pessoas jurídicas, que têm como uma de suas finalidades exercer o papel de cobrador. Elas irão lhe cobrar um percentual para atuar na recuperação dos ativos.


Qual é o processo no caso de os investidores decidirem optar por uma empresa especializada em cobrança de dívida?

As empresas de recuperação são aquelas que actuam como intermediários entre o mutuário e o mutuante para a cobrança de uma dívida. A recuperação é uma tentativa de recuperar uma obrigação de crédito vencida.


Plano de gestão

A empresa especializada em cobrança de dívida cuidará da gestão do processo do princípio ao fim, ou seja: envio de cartas ou burocracias, telefonemas, negociação prévia, estudo da documentação e conclusão, se necessário, com o processo judicial.


Método seguido pela empresa de cobrança de dívida

A empresa enviará a primeira comunicação oficial ao promotor, na qual será comunicado o saldo em dívida e será oferecida a possibilidade de o resolver de forma amigável.


Custo da cobrança de dívida

A empresa especializada na cobrança recebe, como pagamento pelos seus serviços, uma percentagem do montante bruto da dívida cobrada (montante nominal + juros de mora + encargos). Esta comissão será aplicada aos montantes efectivamente cobrados, quer amigável, quer judicialmente, através da interposição dos respectivos processos judiciais.


A verdade sobre empréstimos para amigos e parentes

Aqui no meu site, tem um artigo chamado “ Cuidados ao fazer empréstimos para amigos e parentes ”. Esse tipo de empréstimo exige cuidados especiais exatamente por esse componente de “informalidade” e do envolvimento pessoal (que, frequentemente, envolve laços afetivos).


O problema das dívidas informais

O grande problema de fazer um empréstimo informal (sem contrato e sem garantias) é que, tecnicamente falando, qualquer coisa que não esteja devidamente documentada se torna “incobrável”.


Considerando a continuidade do relacionamento

Se você já cobrou a dívida e não foi atendido, de duas uma: Ou a pessoa REALMENTE não tem condições de pagar (e, neste caso, é futilidade insistir na cobrança) ou ela até teria condições de pagar (nem que isso envolvesse algum tipo de sacrifício pessoal), mas ela prefere priorizar outras coisas.


1ª opção: Não cobrar (e esperar)

Esta é uma opção válida. Em alguns casos é uma opção ingênua, mas, como regra geral, é válida e, às vezes, simplesmente “dar mais tempo” é a melhor coisa a fazer.


3ª opção: Cobrar uma dívida agressivamente

Quando se opta por esse tipo de abordagem, já se sabe que não há chance de preservar o relacionamento (e também não se dá mais importância se vai ficar algum tipo de mágoa ou ressentimento). Aqui, o foco está, apenas, em receber o dinheiro – o relacionamento “já era”…

image

Leave a Comment