Como documentar uma açao de açao

image

Como escrever uma documentação?

Como sua documentação é um manual de instruções para um desenvolvedor individual fazer algo, sua escrita deve enfatizar o agente e suas ações . Portanto não use algo como: “O código é escrito por um desenvolvedor”. Em vez disso, escreva: “Um desenvolvedor escreve o código”.

Como desenvolver a sua documentação?

O ideal é que a sua documentação seja desenvolvida da forma mais acessível e no maior número de linguagens possível para o maior número de desenvolvedores, além do mais, não é possível conhecer todo o público que utilizará a documentação. 3. Centralize informações

Como a documentação dos processos pode ajudar a automatizar os processos?

A documentação dos processos também ajuda a automatizar facilmente os processos quando necessário. Basicamente, o mapeamento de processos ajuda a representar as informações documentadas como etapas do processo, funções do processo, entradas e saídas em uma imagem simplificada.

Quais são os aspectos que precisam de atenção na fase de documentação de uma API?

Como você pôde perceber, existem vários aspectos que precisam de atenção na fase de documentação de uma API, além do mais, o objetivo é que seus parceiros e clientes tenham uma boa experiência e integrem seus serviços com eficiência.

image


O papel da documentação de software no desenvolvimento ágil

As metodologias de desenvolvimento ágil vêm se tornando um padrão dentro de equipes de TI que precisam elaborar, executar e entregar projetos como aplicativos e outros produtos ao seu público final.


O que define uma boa documentação de software

Não existe regra para a documentação de softwares em metodologias ágeis. Geralmente, a estrutura é aperfeiçoada ao longo do tempo, do mesmo jeito que a própria colaboração e produtividade da equipe se adéqua durante o ciclo de vida de uma aplicação. Mas, em termos gerais, documentos do tipo precisam ter três elementos:


6 práticas para documentar com eficiência

Agora que ficou claro o que significa documentar o desenvolvimento de software e qual é a sua importância, é hora de algumas dicas práticas para melhorar o processo dentro da sua equipe. Seguindo estes 6 passos, qualquer metodologia ágil escolhida para a operação terá mais potencial de aumentar a produtividade da TI:


6 boas práticas para documentar uma API

Deixar de elaborar qualquer um desses recursos pode ter efeitos drasticamente negativos na adoção, compreensão e usabilidade. Para que isso não aconteça, trouxemos 6 boas práticas a respeito do assunto, confira!


Quais os principais problemas ao documentar uma API?

Este de fato é um cenário abrangente, mas reunimos algumas dicas abordando os principais tópicos que costumam gerar dúvidas no momento de documentar uma API. Veja:


Como documentar API: primeiros passos

Nesse sentido, engajar devs é decisivo para o sucesso de sua API, e a documentação API é a principal ferramenta em que eles e elas se apóiam para utilizá-la — daí sua grande importância.


Documentação API interativa

Até aqui, discutimos o processo de documentar API para a elaboração de um documento propriamente dito. Entretanto, em adição à documentação textual, existem hoje diversas ferramentas que permitem de maneira fácil a construção de interfaces de interação com sua API.


Reader view

Considerando que o público-alvo é o conjunto de pessoas que possuem as mesmas características ou interesses.


OBRIGADO!!!

Iremos utilizar a técnica da demonstração pois é um método de formação poderoso porque os participantes utilizam todos os seus sentidos.

image


Antes de começar

Image
Apesar do paralelo traçado anteriormente, elaborar uma documentação de software é bem mais complexo que um manual de aparelho. Isso porque não existe um conjunto de instruções fechado que pode ser impresso e nunca mais revisado. Tecnologia muda constantemente, e os sistemas mais usados são os que mais se atualizam. Portanto, as documentações mais i…

See more on medium.com


Primeiros Passos

  • Uma nova página em branco pode intimidar ao ponto de paralisar até a mais experiente das pessoas escritoras. Aqui, temos a vantagem de poder começar com um plano definido, sem precisar pensar muito. Costumo sempre seguir três passos, nessa ordem: 1. Recolher materiais de referência 2. Listar o conteúdo em tópicos macro 3. Acrescentar pormenores e parte técnica Antes de começar a escrever o Readme do Astro (design system da Ma…

See more on medium.com


título E Introdução

  • A pergunta que você deve responder ao elaborar o título e o primeiro parágrafo da sua doc é: “Pra que serve esse documento?” Procure escrever um título que já deixe claro do que se trata aquele texto. E caso a pessoa tenha alguma dúvida, o primeiro parágrafo serve de apoio para entender se é nesse documento que ela vai encontrar a informação que procura.

See more on medium.com


Itens Ou Passos Do Processo

  • Agora, já podemos retomar aquela lista de informações que mapeamos lá no primeiro passo. É um bom momento para tentar organizar esses passos ou itens na mesma ordem em que a pessoa precisará consultá-los. Por exemplo, Instalação e, depois, Como usar. A melhor forma de apresentar o conteúdo pode variar dependendo do tipo de processo a ser descrito. Instruções passo a passo ficam mais claras se enumeradas; opções de açã…

See more on medium.com


Troubleshooting

  • Em docs mais técnicas, uma seção de Troubleshooting(solução de problemas) pode ser especialmente útil para documentar erros e obstáculos conhecidos e mostrar o caminho para contorná-los. É importante manter essa seção atualizada, visto que não é incomum passarmos mais tempo tentando solucionar bugs do que desenvolvendo de fato.

See more on medium.com


Contato

  • Na maioria dos casos, é interessante que ao final do documento conste um canal de contato para sanar dúvidas e enviar sugestões. Se for um Readme no GitHub, essa seção também pode orientar sobre como e quando abrir uma issue no repositório.

See more on medium.com


Referências

  • Incluir links dos materiais usados como referência no final da doc é uma boa prática tanto para creditar os autores quanto para leitores que possam se interessar em conhecer melhor aqueles assuntos.

See more on medium.com


Tenha em Mente

  • Enquanto cria essa documentação, sugiro que tenha em mente algumas questões que ajudam a cobrir o máximo de território possível: 1. Quem lerá essa documentação — e qual o nível técnico? Essa doc será consumida por pessoas dentro de um time numa empresa, ou pelo público em geral num projeto open source? É preciso adaptar o nível técnico ou detalhamento de acordo com o contexto de quem lerá, mantendo o texto tão didático quanto …

See more on medium.com


Detalhes Que Enriquecem

  • Já cobriu todos os pontos anteriores e quer levar um passo além? Eis alguns detalhes que enriquecem a experiência de quem consumir a sua doc. 1. 1 referência = 1 link Sempre que fizer uma referência a um conceito ou processo, como por exemplo Markdown, selecione um material complementar sobre aquele assunto e crie um link. Assim, uma pessoa que não saiba exatamente do que se trata ou queira detalhes pode consultar uma font…

See more on medium.com


Acabei, E Agora?

  • Segura essa vontade de clicar em “Publicar”! Agora é hora de tirar as rebarbas e dar aquele acabamento caprichado pra sua doc ficar redondinha. Só mais alguns passos: 1. Reler do começo ao fim Na hora de escrever, é normal ir e voltar várias vezes e trocar parágrafos de lugar. Ler do começo ao fim ajuda a revisar a coesão do fluxo do texto sem interrupções. Hora de mandar uma dica super importante sobre escrita em geral: a esmagad…

See more on medium.com

Leave a Comment