Qual o ecanismo de açao do atenalol

image

Full
Answer

Quais são os riscos do atenolol?

Assim como ocorre com qualquer medicamento anti-hipertensivo, a hipotensão arterial também é um efeito adverso comum do atenolol, principalmente se tomado em doses altas.

Por que o atenolol deve ser usado com precaução por diabéticos?

O atenolol deve ser usado com precaução por diabéticos, pois pode mascarar os sintomas da crise hipoglicêmica, como aumento dos batimentos cardíacos. Esta informação foi útil?

Como tomar atenolol após o infarto?

Arritmia cardíaca: a dose normalmente recomendada é de 50 a 100 mg de atenolol por dia, em dose única, para os casos de arritmia cardíaca controlada; Infarto do miocárdio: a dose normalmente recomendada após o infarto agudo é de 100 mg de atenolol por dia, em dose única, de forma a prevenir a ocorrência de outro infarto.

Qual o genérico do atenolol?

Esse remédio pode ser encontrado em farmácias ou drogarias, na forma de comprimidos de 25, 50 ou 100 mg, como o nome comercial Ablok, ou como genérico sob a designação “atenolol”.

image


Qual o mecanismo de ação do atenolol?

O atenolol é um bloqueador beta-1 seletivo, ou seja, ele age predominantemente nos receptores beta-1. O alvo principal da sua ação é o coração. Como resultado do bloqueio dos receptores beta-1, o atenolol promove: Redução da frequência cardíaca.


Qual é a função do atenolol?

Indicado para pacientes cardíacos, o Atenolol é usado principalmente no controle da hipertensão arterial (pressão alta) e da da angina pectoris (dor no peito ao esforço).


Qual é o mecanismo de ação do propranolol?

É um bloqueador não seletivo (bloqueia B1 e B2). Diminui a frequência cardíaca (bloqueio B1), a pressão arterial (possivelmente por diminuir o débito cardíaco e a inibição da liberação de renina pelos rins). Funciona com antianginoso por diminuir a demanda de oxigênio pelo miocárdio.


Qual a classe farmacológica do atenolol?

O Atenolol é um anti-hipertensivo da classe dos betabloqueadores, indicado como coadjuvante para o tratamento de hipertensão, infarto do miocárdio, arritmias supraventriculares, enxaqueca e angina.


Quem toma atenolol pode parar de tomar?

“Pessoas que fazem uso crônico desse medicamento podem ter o chamado efeito rebote. Como o organismo se adapta aos efeitos do atenolol, a interrupção abrupta da sua administração poderá acarretar a intensificação de sintomas, como arritmias, e a frequência da angina”, diz o especialista.


Qual a diferença do atenolol para o losartana?

Olá, são de famílias diferentes e tem efeitos distintos. A losartana é uma excelente primeira opção no tratamento da hipertensão, enquanto os betabloqueadores (família do atenolol) são a quinta opção – ou utilizados em situações específicas como pós infarto.


Qual o mecanismo de ação da Metildopa?

Metildopa é dialisável. Mecanismo de Ação: Seu efeito provavelmente se deve ao metabólito α-metilnorepinefrina, que atua como falso transmissor, estimulando os receptores α2-adrenérgicos centrais, resultando em diminuição do estímulo simpático do sistema nervoso central (SNC) para o coração, rins e vasos periféricos.


Qual o mecanismo de ação dos beta bloqueadores?

Mecanismos de ação Os betabloqueadores agem bloqueando os receptores beta-adrenérgicos, inibindo as respostas cronotrópicas, inotrópicas e vasoconstritoras causadas pelas catecolaminas, epinefrina e norepinefrina.


Qual é o mecanismo de ação do metoprolol?

Mecanismo de ação O metoprolol é um betabloqueador cardiosseletivo, o qual bloqueia os receptores adrenérgicos beta1 (que estão localizados principalmente no coração) em doses menores do que as necessárias para o bloqueio de receptores beta2, localizados principalmente nos brônquios e vasos periféricos.


Qual é a classe do Enalapril?

75847-73-3Enalapril / Número CAS


Qual a classe farmacológica do Enalapril?

O maleato de enalapril é um fármaco utilizado no tratamento da hipertensão arterial, que pertence à classe dos inibidores da enzima de conversão da angiotensina (IECA), sendo estruturalmente semelhante aos outros medicamentos desta classe, tais como o captopril, ramipril, lisinopril e perindopril.


Qual a classe terapêutica do anlodipino?

88150-42-9Amlodipine / Número CAS


Em quais situações ele deve ser usado?

Dada a utilização desse fármaco há quase 40 anos, ele é considerado muito seguro e eficaz. Contudo, é importante que você faça o uso racional desse remédio, ou seja, utilize-o de forma apropriada, na dose certa e por tempo adequado.


Entenda como ele funciona

Amouni Mourad, professora do curso de farmácia da Universidade Presbiteriana Mackenzie (SP) e assessora técnica do CRF-SP explica que o atenolol possui boa farmacocinética.


Conheça as apresentações disponíveis

Embora o Atenol® tenha tido sua produção descontinuada pelo fabricante, ele continua sendo a marca de referência do atenolol, mas existem várias outras com o mesmo princípio ativo, além das versões genéricas.


Por que ele deve ser descontinuado sob orientação médica?

Parar o tratamento por conta própria pode ter como consequência eventos graves. Esta é a advertência de Marcelo Polacow, farmacêutico e vice-presidente do CRF-SP.


Por que há risco de dopping?

A medicação bloqueia o efeito da adrenalina. Para quem faz atividade física, o uso de betabloqueador não é desejável porque se perde a capacidade cardiovascular. Assim, o atenolol pode ser útil em esportes que requeiram firmeza, destreza, como o tiro esportivo ou o arco e flecha.


Quais são as vantagens e desvantagens desse medicamento?

Na opinião dos especialistas consultados, o maior benefício do atenolol é a facilidade de acesso (ele consta do Rename 2020 e também da Farmácia Popular).


Saiba quais são as contraindicações do atenolol

Ele não pode ser usado por pessoas que sejam alérgicas (ou tenham conhecimento de que alguém da família tenham tido reação semelhante) ao seu princípio ativo ou a qualquer outro componente de sua fórmula.


Como usar

O atenolol deve ser usado por via oral, com um copo de água, sempre no mesmo horário todos os dias. O comprimido de atenolol de 25 mg deve ser ingerido inteiro, sem partir e sem mastigar. Já os comprimidos de 50 mg e 100 mg podem ser partidos.


Possíveis efeitos colaterais

Alguns dos efeitos colaterais mais comuns que podem ocorrer durante o tratamento com atenolol são tontura, cansaço, mãos e pés frios, depressão mental, insuficiência cardíaca ou embolia pulmonar.


Indicação

Atenolol é indicado para o controle da hipertensão, angina de peito e arritmias, podendo ser usado no tratamento do infarto do miocárdio ou após o infarto, em adultos.


Efeitos Colaterais

Alguns dos efeitos colaterais mais comuns de Atenolol podem incluir cansaço extremo, mãos e pés frios, tontura, alterações de humor, queda de pressão, desmaio, problemas de estômago e intestino ou boca seca.


Contraindicações

Atenolol está contraindicado para pacientes com doenças ou problemas de coração, pressão baixa ou muito baixa, problemas de circulação, pacientes com má alimentação ou com feocromocitoma e para pacientes com alergia ao Atenolol ou a outros componentes da fórmula.


Mecanismo de Ação

Atenolol é um composto que pertence à classe dos anti-hipertensivos, que atua sobre os receptores do coração e da circulação. Quando usado continuamente, Atenolol é assim capaz de reduzir a pressão arterial.


Advertências e Precauções

Antes de usar Atenolol​, deverá falar com o seu médico se estiver grávida, pretendendo engravidar ou amamentando, tiver mais de 60 anos, doenças ou problemas nos rins, coração ou tireoide, problemas pulmonares como asma ou falta de ar, diabetes ou níveis baixos de açúcar no sangue, tiver historial de angina no peito ou se estiver a tomar outros medicamentos..


Superdosagem

Em caso de toma excessiva de Atenolol, deve dirigir-se ao hospital mais próximo, levando a embalagem ou bula do medicamento. Alguns dos efeitos mais comuns que pode sentir após a toma excessiva de Atenolol podem incluir diminuição dos batimentos cardíacos, aumento da pressão arterial, insuficiência cardíaca ou broncoespasmo.


Definição

O Atenolol é um anti-hipertensivo da classe dos betabloqueadores, indicado como coadjuvante para o tratamento de hipertensão, infarto do miocárdio, arritmias supraventriculares, enxaqueca e angina.


Apresentação do Atenolol

A marca referência para essa medicação é o Atenol® possui administração por via oral e uso adulto, está disponível em comprimidos de 25 mg, 50 mg e 100 mg.


Administração do Atenolol

Dose de 50 a 100 mg, com um comprimido diário (o que facilita a adesão ao tratamento), alcançando efeito pleno em 1 a 2 semanas. Associação com terapia diurética possibilita a acentuação da queda de pressão.


Mecanismos de ação

Por ser um fármaco antagonista beta-1-adrenérgico, ou seja, cardiosseletivo, o Atenolol compete com as catecolaminas endógenas pelos receptores adrenérgicos principalmente no coração e nos rins.


Farmacocinética e Farmacodinâmica do Atenolol

Este medicamento é hidrossolúvel, dessa forma, tem pouca capacidade de penetrar os tecidos, especialmente de atravessar a barreira hemato-encefálica.


Indicações

O Atenolol não é a primeira opção terapêutica anti-hipertensiva, assim como os outros anti-hipertensivos de mesma classe, entretanto, está estabelecida sua prescrição para tratamento de hipertensão arterial associada a doença coronariana ou arritmias cardíacas, com uso de betabloqueadores há melhor evolução cardiovascular de doenças cardíacas.


Contraindicações

Devido aos seus mecanismos de ação de interrupção da ação simpática das catecolaminas nos beta receptores de retardo na condução do impulso cardíaco, broncoconstrição, entre outras ações do sistema nervoso simpático, é de suma importância atentar para as contraindicações de uso desse medicamento, tais quais:


Indicações terapêuticas

Por ser um agente beta-adrenérgico bloqueador ele age seletivamente nos receptores β1 do coração, diminuindo o ritmo cardíaco e a força de contração cardíaca, consequentemente reduz-se a pressão sistólica e a diastólica e o trabalho cardíaco, diminuindo também o consumo de oxigênio, com estas ações deve-se indicar este medicamento para hipertensão arterial sistêmica, angina pectoris, arritmia cardíaca e consequentemente previne o infarto.


Contra-indicações

Pacientes com hipotensão, diabetes mellitus e doença renal (devendo ter a dose ajustada, principalmente com uso de insulina.), bradicardia (frequência cardíaca menor que 60), insuficiência cardíaca congestiva.


Farmacocinética

É rápida e completamente absorvido, com concentração plasmática mais ou menos de uma a três horas após a ingestão. Tem metabolização hepática e seu principal metabólito, o 4-hidroxipropanolol, tem meia-vida de até sete horas. Tem excreção renal.


Farmacodinâmica

A glândula supra-renal produz adrenalina e noradrenalina, hormônios cujos efeitos serão minimizados com atenolol. Dos diversos receptores adrenérgicos, esta droga tem ação específica nos receptores beta -1, que estão predominantemente no coração.


Como usar o Atenolol?

Atenolol deve ser administrado por via oral, com água, de preferência no mesmo horário todos os dias. O paciente não deve utilizar Atenolol se estiver em jejum por tempo prolongado.


Posologia do Atenolol

A maioria dos pacientes responde a 1 dose única oral diária de 50 a 100 mg. O efeito pleno será alcançado após 1 ou 2 semanas. Pode-se conseguir uma redução adicional na pressão arterial combinando-se Atenolol com outros agentes anti-hipertensivos.


Interação medicamentosa: quais os efeitos de tomar Atenolol com outros remédios?

O uso combinado de betabloqueadores e bloqueadores do canal de cálcio com efeitos inotrópicos negativos, como por exemplo, verapamil e diltiazem, pode levar a um aumento destes efeitos, particularmente em pacientes com função ventricular comprometida e/ou anormalidades de condução sinoatrial ou atrioventricular.


Resultados de Eficácia

Os efeitos clássicos de fármacos betabloqueadores são ampla e efetivamente usados para iniciar o tratamento da hipertensão em homens adultos e mulheres de qualquer idade.


Características Farmacológicas

O atenolol é um bloqueador beta-1 seletivo (isto é, age preferencialmente sobre os receptores adrenérgicos beta-1 do coração), no entanto, a seletividade diminui com o aumento da dose. O atenolol não possui atividade simpatomimética intrínseca nem atividade estabilizadora de membrana.

image


O Que É O Atenolol?

Image
O atenolol é um fármaco que pertence à classe dos beta-bloqueadores, habitualmente utilizado no tratamento da hipertensão arterial, da doença isquêmica coronariana e em alguns tipos de arritmias cardíacas. O atenolol, assim como outros betabloqueadores, são indicados no tratamento das doenças cardio…

See more on mdsaude.com


para Que Serve – Indicações

  • As ações betabloqueadoras sobre os receptores beta-1 fazem com que o atenolol seja útil no tratamento das seguintes situações: 1. Hipertensão arterial. 2. Angina de peito. 3. Infarto do miocárdio. 4. Insuficiência cardíacanão descompensada. 5. Arritmias cardíacasque cursam com frequências cardíacas elevadas. A redução do trabalho cardíaco pela inibição dos receptores be…

See more on mdsaude.com


Como Tomar

  • O atenolol pode ser encontrado em comprimidos de 25 mg, 50 mg e 100 mg. Posologia na hipertensão:Dose inicial de 25 a 50 mg por dia. A dose pode ser elevada até 100 mg por dia em dose única diária. Doses acima de 100 mg/dia não trazem benefícios no controle da pressão arterial e ainda aumentam o risco de efeitos colaterais. Posologia na angina de peito:50 a 100 …

See more on mdsaude.com


Nomes Comerciais

  • O atenolol já está presente no mercado há muitos anos e pode ser facilmente encontrado sob a forma de medicação genérica. Os preços do atenolol variam muito de acordo com a marca e a dosagem. Pesquise bem as opções, pois os preços das caixas podem variar desde R$ 1,50 (30 comprimidos de 25 mg do medicamento genérico) até R$ 90,00 (30 comprimidos de 100 mg d…

See more on mdsaude.com


Efeitos Colaterais

  • Os efeitos adversos do atenolol estão diretamente ligados à sua ação bloqueadora dos receptores beta-1. A bradicardia, caracterizada por uma frequência cardíaca abaixo de 60 batimentos por minutos (bpm), é o efeito indesejado mais comum. O risco de bradicardia é maior se o paciente já tiver uma frequência cardíaca habitual perto dos 60 bpm ou se estiver fazendo …

See more on mdsaude.com


Contraindicações

  • O atenolol não deve ser utilizado por nenhum paciente que apresente elevado risco de efeitos adversos relacionados ao bloqueio beta-1. Entre eles podemos citar os indivíduos que apresentam: 1. Bradicardia. 2. Bloqueio átrio-ventricular de 2º ou 3º grau. 3. Insuficiência cardíaca descompensada. 4. Hipotensão arterial. 5. Isquemia dos membros inferiores. A atenolol també…

See more on mdsaude.com


Interações Medicamentosas

  • A administração conjunta do atenolol com os seguintes fármacos deve ser feita com cautela e monitorização dos riscos, pois há risco elevado de bradicardia: 1. Verapamil. 2. Diltiazem. 3. Digoxina. 4. Amiodarona. 5. Alfa-2-agonistas . 6. Rivastigmina. O atenolol não tem influência sobre o efeito das pílulas anticoncepcionais.

See more on mdsaude.com


Referências

  1. ATENOLOL – Brainfarma Indústria Química e Farmacêutica S.A. Comprimidos 25mg, 50mg e 100mg – Bula.
  2. ATENOLAB® (atenolol) Multilab Ind. e Com.de Produtos Farmacêuticos Ltda Comprimido 25 mg, 50 mg e 100 mg – Bula.
  3. Prospecto: información para el usuario – atenolol cinfa 50 mg comprimidos EFG– Agencia E…
  1. ATENOLOL – Brainfarma Indústria Química e Farmacêutica S.A. Comprimidos 25mg, 50mg e 100mg – Bula.
  2. ATENOLAB® (atenolol) Multilab Ind. e Com.de Produtos Farmacêuticos Ltda Comprimido 25 mg, 50 mg e 100 mg – Bula.
  3. Prospecto: información para el usuario – atenolol cinfa 50 mg comprimidos EFG– Agencia Española de Medicamentos y Productos Sanitarios (AEMPS).
  4. Major side effects of beta blockers– UpToDate.


Indicação


Posologia


Efeitos Colaterais


Contraindicações


Mecanismo de Ação

  • Como funciona?
    Atenolol é um composto que pertence à classe dos anti-hipertensivos, que atua sobre os receptores do coração e da circulação. Quando usado continuamente, Atenolol é assim capaz de reduzir a pressão arterial. Após a administração de oral de Atenolol, os picos de concentração d…

See more on bulario.com


Advertências E Precauções


Superdosagem


definição


Apresentação Do Atenolol


Administração Do Atenolol


Mecanismos de Ação

  • Porser um fármaco antagonista beta-1-adrenérgico, ou seja, cardiosseletivo, oAtenolol compete com as catecolaminas endógenas pelos receptores adrenérgicosprincipalmente no coração e nos rins. Assim,devido à redução da atividade simpática sobre o coração com o uso do Atenolol,o cronotropismo e o inotropismo são reduzidos, o que implica em um efeito …

See more on sanarmed.com


Farmacocinética E Farmacodinâmica Doatenolol


Indicações


Contraindicações


Efeitosadversos


Interaçõesmedicamentosas

Leave a Comment